As eleições de 2018 e as fake news

Tribunal Superior Eleitoral se prepara para enfrentar as notícias falsas



Por Por Andre Batista / Imagem: Antonio Cruz/ Agência Brasil

“Se o resultado das eleições for fruto da influência das fake news, o pleito poderá ser anulado”. Quem afirma é o ministro Luiz Fux, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Fux fez essa declaração durante a abertura do fórum “Impacto Social, Político e Econômico das Fake News”, nessa quarta-feira (20), em Brasília.

O fórum é organizado pela Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) e contou com a presença de Fux, do presidente da República, Michel Temer, do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, do presidente do Senado, Eunício Oliveira e outros importantes nomes da política e da imprensa brasileira.

Conforme declarou o ministro Fux, o TSE está pronto para investigar e punir notícias falsas que visem desestabilizar a campanha de qualquer candidato, mas tem como objetivo prevenir para que não haja necessidade de remediar.

“Estamos chegando às eleições, com voto livre, inclusive da desinformação. As fake news poluem o ambiente democrático, com o candidato revelando sua ira contra o outro, em vez de suas próprias qualidades”, declarou o ministro. “Queremos que a sociedade brasileira, através do voto, dê uma demonstração de ética, de moralidade, de um voto acima de tudo consciente. Um voto consciente é um voto que se baseia na lisura informacional”.

É sua função ajudar nessa luta

O presidente do TSE também ressaltou que as redes sociais têm importante papel na divulgação das notícias falsas. É por meio delas que as pessoas compartilham conteúdos que nem sequer se deram ao trabalho de ler, somente porque o título ou a foto lhes chamou atenção.

“Sempre deve haver uma checagem, não só leitura do título da matéria, mas o seu contexto e, acima de tudo, aquela checagem profunda antes do compartilhamento que acaba difundindo as fake news”, afirmou o ministro.

O Brasil se aproxima de um dos momentos mais importantes de sua História: a escolha do presidente que guiará o país a partir de 2019. E é dever de cada cidadão não espalhar boatos como se fossem fatos. O fortalecimento das fake news têm como único fruto o enfraquecimento da democracia e da verdade.

Para aprender a não ser vítima de fake news em 5 passos, clique aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

As eleições de 2018 e as fake news

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games