Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 23 de abril de 2019 - 00:01


Veja o invisível, creia no impossível!

Não se pode separar a fé da imaginação...

Quando Abraão reclamou com Deus, dizendo: “Eterno e Soberano, de que me servem Tuas dádivas se não tenho filhos?”, imediatamente Deus o tirou para fora da tenda e o mandou ver e contar as estrelas nos céus. Gênesis 15

A reação de Abraão foi imediata. Ele tinha fé em Deus. Provou isso com a sua obediência por quase 25 anos. Cria no Seu poder imensurável.

Porém, tinha dificuldade para ver o invisível e crer no impossível. Mas, a partir de sua visão, “caiu a ficha” e percebeu a Grandeza do Todo-Poderoso. Quer dizer, Abraão cria em Deus, mas não imaginava o Seu Poder de criação, Sua Grandeza…

Não se pode separar a fé da imaginação. Quem crê deve imaginar o que deseja alcançar. Prova disso são os inúmeros testemunhos que temos visto na Universal.

Muitos pobres têm alcançado uma vida regalada pela fé. Porém, nem todos. Por quê? Porque foram criados sujeitos à cultura da miséria. Vinte, trinta, cinquenta anos convivendo com a pobreza, eles acabam limitando a si mesmos, e a Deus, porque acham até pecado ter uma vida abundante.

Já as pessoas que um dia tiveram o melhor desta terra e caíram em desgraça, perdendo tudo, inclusive a dignidade, ao conhecer as Promessas de Deus, imediatamente colocam a fé em prática por meio do sacrifício, reconquistando o que perderam, e multiplicado. Isso acontece porque um dia tiveram acesso às riquezas. Ou seja, mesmo na miséria, conservam a visão de uma vida regalada. Essa visão é o que faz a diferença.

Abraão deve ter visto aquelas mesmas estrelas inúmeras vezes, mas nunca tinha pensado que seus descendentes seriam inumeráveis como elas.

Em outras palavras, não basta crer no Deus Todo-Poderoso. É preciso imaginá-lO realizando coisas impossíveis e poderosas.
Para materializar a fé, nós temos que imaginar o que queremos.

Jurou o SENHOR dos Exércitos, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e, como determinei, assim se efetuará. Isaías 14.24

Como pensei, isto é, como IMAGINEI, assim ACONTECERÁ;
Como determinei, isto é, como CRI (fé), assim SE REALIZARÁ.

Imaginar é sonhar acordado, é projetar, é desenhar na mente o que se quer realizado. Isto é fé associada à imaginação.

Quem crê imagina, sonha, projeta e desenha na mente o que quer. E, jamais perde esta visão!


reportar erro