Rede aleluia
Quem não crê, paciência!…
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 14 de Janeiro de 2015 - 07:38


Quem não crê, paciência!…

Quem não crê, paciência!…

Sagrado, consagrado, santo e separado têm o mesmo sentido espiritual: significam dedicados ao Deus Altíssimo.
A oferta reflete a alma do ofertante entregue no Altar;
Substitui o ofertante no Altar;

O Senhor Jesus foi a Oferta de Deus para substituir o pecador e expiar sua culpa;
O Deus Filho não tinha nenhuma culpa ou pecado perante o Deus Pai.
A oferta de Sua vida era perfeita e santíssima, por isso foi aceita para substituir os pecadores que nEle cressem de verdade.
Ele, e somente Ele, pôde substituir o pecador e carregar seus pecados para a sepultura.

Mas nem sempre foi assim. Até a manifestação do Filho de Deus havia regras para ofertas pelo pecado. A gravidade do pecado de cada um exigia uma determinada oferta de sacrifício pela falta cometida. O sacrifício tinha de ser um animal macho e sem defeito, símbolos de Jesus – Homem sem pecado.

A culpa do ofertante era transferida para o animal, que então era morto no altar do sacrifício. O pecador ficava livre da culpa porque seu pecado havia sido morto juntamente com a oferta.

O sacrifício de animais foi abolido com a morte de Jesus.
Mas o pecado dos não convertidos ao Senhor Jesus permanece vivo até o momento em que eles se convertem.

Se eles morrerem sem a conversão, seus pecados os acompanharão por toda a eternidade. No Juízo Final serão condenados ao Lago de fogo e enxofre e farão companhia a Satanás, aos demônios, ao inferno, ao Anticristo, à Besta, à morte e a todos os seres humanos cujos nomes não estão inscritos no Livro da Vida – Esta é a segunda e definitiva morte.

Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte. Apocalipse 21.8

QUEM CRÊ, AMÉM!
QUEM NÃO CRÊ, PACIÊNCIA…


reportar erro