Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 6 de janeiro de 2020 - 00:31


Mosca morta

Muitas pessoas nos procuram dizendo: “Eu faço tudo certo, dou o dízimo, oferta, sacrifico, faço Jejum de Daniel, faço isso, aquilo outro, e a minha vida não muda. Por quê?”

De fato, muitas fazem tudo certo, mas a vida não muda por esse motivo:

“Assim como as moscas mortas fazem exalar mau cheiro e inutilizar o unguento do perfumador, assim é, para o famoso em sabedoria e em honra, um pouco de estultícia.” Eclesiastes 10.1

Elas permitiram que uma mosca morta chamada malícia entrasse nelas e inutilizasse tudo o que fizeram de bom, como a devolução do dízimo, a oferta, o sacrifício e o Jejum de Daniel.

Não precisa muito, um pouco de malícia é o suficiente para destruir uma vida.

A mosca morta é a malícia;
Exalar mau cheiro são os que, além de terem malícia, contaminam os outros com ela;
O unguento é a pessoa e tudo o que ela faz;
O Perfumador é Deus .

Enfim, não adianta fazer tudo certinho e deixar a malícia entrar.


  • Colaborador: 

  • Bispo Renato Valente


reportar erro