Rede aleluia
As cidades dos levitas
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 2 de Março de 2021 - 00:01


As cidades dos levitas

As cidades dos levitas

Porém, se de alguma maneira o homicida sair dos limites da cidade de refúgio, onde se tinha acolhido, E o vingador do sangue o achar fora dos limites da cidade de seu refúgio, e o matar, não será culpado do sangue. Números 35.26,27

Quando Deus falou com Moisés, no capítulo 35 de Números, Ele disse que aos levitas fossem dadas “cidades que lhes sirvam de refúgio”, para que ali se recolhesse o homicida que ferisse alguma alma por engano. Esse homicida aguardaria um justo julgamento, para que não fosse morto por um ato de vingança, pelo “vingador do sangue”, mas recebesse um justo julgamento.

Essas cidades tinham exatas medidas à sua volta, e eu me enxerguei nesse homicida…

Um dia chegamos à igreja como “homicidas” pela injustiça do pecado que havia em nós, e o diabo é esse vingador sedento de almas e sangue, mas o Sumo Sacerdote, Aquele que vive dentro dessa cidade como refúgio do pecador, o Senhor Jesus, nos resgatou e pagou um preço impagável por toda a eternidade.

Hoje, o Espírito Santo é o nosso guia, exatamente para nos manter nos marcos antigos, mas que nos guardam!

Manter-me dentro dessa “cidade de refúgio” é minha escolha todos os dias, pois se eu passar para fora desse refúgio sei exatamente quem está à minha espera!

Não existe bênção maior que viver dentro dessa cidade chamada de refúgio, é o Reino de Deus aqui na terra, e ainda poder servir a essa cidade chamada Obra de Deus.

A nossa posição será sempre de “homicida”, pois foi o pecado que habita em mim que fez o Senhor Jesus ir para a Cruz… se eu sair desse refúgio, então, “crucificarei de novo” Aquele com quem tenho uma dívida que é impagável nesta vida e vindoura!

Só estarei protegida enquanto viver dentro do que é o limite dado pelo Próprio Deus: a disciplina, o temor e o primeiro amor. Fora desse limite, serei culpada de ter sido achada pelo vingador, e ele só fará o que sempre fez desde que caiu do céu: matar, roubar e destruir !

Natalina Batista


As cidades dos levitas
  • Cristiane Cardoso 


reportar erro