Rede aleluia
Amor ao Dinheiro
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 21 de julho de 2016 - 05:58


Amor ao Dinheiro

Amor ao Dinheiro

Não há fé sem disciplina, sem ordem, sem regras ou sem regulamentos.
Assim como não há amor sem fidelidade, sem respeito, sem submissão.

Creio que fica mais fácil entender o amor quando se o associa ao dinheiro, por exemplo. O amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males (I Timóteo 6.10).

O dinheiro não é mau. Mau é a sua paixão por ele. Almas têm sido lançadas no inferno por terem dedicado sua cobiça desenfreada a ele. A sede, a fome e a idolatria delegadas ao dinheiro têm sido tão intensas, que há quem entregue a alma ao diabo em troca dele.

Esse amor fissurado ao dinheiro faz de suas vítimas o primeiro e mais importante senhor na vida. Por conta disso, quem o ama mata, rouba, trai, destrói, enfim, é capaz de fazer qualquer coisa para tê-lo. Adora, idolatra, venera, se rende, se entrega e se torna, literalmente, seu escravo. Tudo isso pelo amor ao dinheiro.

Ora, imagine se esse mesmo amor e dedicação fosse oferecido ao Único Senhor dos senhores! Se assim fosse, Jesus nem precisaria vir ao mundo sacrificar-Se pelo ser humano.

Fato é que quem ama se submete e obedece às leis do amor.


reportar erro