Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Terapia do Amor | 19 de fevereiro de 2020 - 12:59


20 de fevereiro: Faça o que é certo, mesmo quando o outro não faz

Esse será o tema da palestra da Terapia do Amor, desta quinta-feira. Não falte

“Se formos infiéis, Ele permanece fiel; não pode negar-Se a Si mesmo.”  2 Timóteo 2:13

O que esse versículo tem a ver com a vida amorosa? Tudo.

Embora ele esteja se referindo à fidelidade do Senhor Jesus em relação à Sua Palavra, ele nos dá uma direção poderosa para a transformação do relacionamento.

De que forma?

Assim como a fidelidade do Senhor Jesus é imutável – mesmo quando somos infiéis -, porque ser fiel faz parte de Seu caráter, de igual modo, também, deve ser a nossa conduta, o nosso caráter, dentro do nosso relacionamento.

Isto é, continuar a fazer a coisa certa, mesmo quando o outro não faz.

Não mude a sua essência

Talvez, você se sinta infeliz, frustrado e até tem pensado em desistir do seu relacionamento, porque está cansado de dar e não receber nada em troca. Por isso, se sente desvalorizado e desmotivado.

O problema, no entanto, é que você tem se preocupado mais com o que está recebendo, do que com o que está dando. Quando, simplesmente, deveria continuar sendo quem você é, assim como faz Jesus.

Ele não muda a Sua essência quando é rejeitado ou maltratado por alguém. Ao contrário, Ele continua sendo quem é: Fiel, Justo, Amoroso, Misericordioso, Paciente. Enfim, continua exalando o Seu perfume, independentemente das influências externas.

Assim, também, é na vida a dois. Quando você trata o seu cônjuge com amor, respeito, fidelidade, consideração, mesmo quando não há reciprocidade, está sendo fiel, antes de tudo, a você mesmo e a Deus.

Essa deveria ser a sua maior motivação para continuar fazendo o que é certo, não acha?

Para saber mais sobre esse assunto, esteja presente, nesta quinta-feira, na Terapia do Amor. Falaremos mais, detalhadamente, a respeito. “Fazer a coisa certa, mesmo quando o outro não faz” será o tema da Palestra desta semana. Não falte!

Terapia do Amor acontece no Templo de Salomão e também em outras localidades. Encontre o endereço mais próximo de você em http://www.universal.org/enderecosTerapia/

 


  • Jeane Vidal / Foto: Getty Images 


reportar erro