Rede aleluia
SÍNDROME DA MENTE ACELERADA: POR QUE É TÃO COMUM E COMO SE LIVRAR DISSO
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 23 de Novembro de 2021 - 11:11


SÍNDROME DA MENTE ACELERADA: POR QUE É TÃO COMUM E COMO SE LIVRAR DISSO

“Sejam agradáveis as PALAVRAS da minha boca e a MEDITAÇÃO do meu coração perante a tua face, Senhor, Rocha minha e Redentor meu!” Salmos 19.14

Nossa mente é alimentada por palavras que ouvimos. Essas palavras, por sua vez, se transformam em meditações, pensamentos que são desenvolvidos e permanecem dentro de nós. Consequentemente, esses pensamentos influenciam o que sai da nossa boca e as atitudes que tomamos.

Atualmente, as pessoas estão sofrendo muito com a síndrome da mente acelerada. Pelo grande acúmulo das inúmeras informações que absorvem em tão curto espaço de tempo, não conseguem se concentrar, focar, ficam ansiosas e, consequentemente, também não fazem escolhas sábias, prudentes. É como se o mundo estivesse sofrendo de uma “pane mental”.

Deus é testemunha dos nossos pensamentos, do que se passa em nossos corações, como também de cada palavra que proferimos. Por isso, no versículo acima, o salmista menciona um esforço consciente de não pensar naquilo que é desagradável, sujo, injusto. Uma coisa é um pensamento ruim vir em sua cabeça e você logo o rejeitar, não há nada de errado com isso; mas outra coisa é você nutrir, entreter esse mal pensamento, fazendo-o se tornar parte de você. Nisso está o perigo.

Assista ao vídeo acima (12 mins) para aprender na prática a blindar sua mente e  apresentar seu interior como algo agradável a Deus.

 

 


reportar erro