Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 25 de maio de 2020 - 15:26


Sempre te fez bem ser contrariado. Agora não mais?

Quando você chegou à igreja, provavelmente veio contrariado. Não queria vir, mas veio. E aquela primeira visita foi o começo de uma nova vida.

Quando o pastor disse que você tinha de voltar toda semana e fazer uma corrente para alcançar o que queria, a proposta o contrariou. Mas a dor falou mais alto. Você veio. E se libertou.

Quando por uma pregação você descobriu que tinha de perdoar, aquilo contrariou seus sentimentos. Mas você obedeceu, perdoou e ficou livre de quem o feriu.

Quando ouviu falar em dízimos e ofertas, seu bolso foi contrariado. Depois que soube que era a vontade de Deus, relutantemente passou a dar. E prosperou por isso.

Quando entendeu que tinha de dar muito além de dinheiro, e sim toda a sua vida, por muito tempo você resistiu. Mas um dia, lá estava você diante do altar se entregando a Deus. E tudo se transformou. Recebeu o tudo de Deus. O Espírito Santo.

Anos se passaram. Você deu seu testemunho para tanta gente. Ganhou almas. Passou a servir a Deus. (Muitas vezes contrariado. Mas servia, fazia o melhor, porque sabia que era para Ele.) Ganhou responsabilidades, títulos na igreja. Se tornou exemplo.

Até que um dia achou que, por sua posição, merecia respeito. Reconhecimento. Direito à própria opinião. Não aceitou mais ser contrariado. E perdeu.

Sim, perdeu tudo o que conquistou quando negou tudo o que pregou. Perdeu quando se esqueceu de como chegou — caído, confuso, humilhado — e fez questão de sair de nariz empinado, como dono da verdade, dando a entender que, de alguma forma, a igreja que o acolheu não é mais boa o suficiente para você. Agora, você é melhor. Sabe melhor. E acha que pode fazer melhor.

Então vá. Não vamos contrariá-lo mais.

E desculpe qualquer coisa.


reportar erro