Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 3 de dezembro de 2019 - 14:10


Em vez de “dar um gelo” no parceiro, faça isto

Por não saber como resolver os problemas do casamento, é comum que muitos cônjuges recorram ao “tratamento do silêncio”, também conhecido como “dar um gelo” no parceiro. Porém, essa estratégia não é nada eficaz, visto que não resolve as situações ruins. Pelo contrário, apenas faz com que elas se acumulem, trazendo ainda mais problemas para um relacionamento que já estava com complicações.

Você já tentou uma reaproximação, mas o seu cônjuge está irredutível? A mágoa, a falta de diálogo e o não saber expressar suas frustrações têm resultado nesse “gelo” entre vocês e piorado a convivência?

Desenvolva a habilidade de encarar aquilo que lhe afasta do seu cônjuge e, em vez de criar um abismo, aprenda a construir pontes que os aproximem cada vez mais. Saiba como ouvindo o áudio acima (7 mins).


reportar erro