Rede aleluia
AVISO: O pecado não trabalha de graça
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Renato Cardoso | 26 de agosto de 2019 - 10:19


AVISO: O pecado não trabalha de graça

Eu não estou aqui para falar algo motivacional para você, mas para fazer um alerta. Leia com atenção esta Palavra em Provérbios (5.22-23): “Quanto ao ímpio, as suas iniquidades o prenderão, e com as cordas do seu pecado será detido. Ele morrerá, porque desavisadamente andou, e pelo excesso da sua loucura se perderá. ” Ou seja, o pecado não trabalha de graça. Como diz em (Romanos 6.23): “Porque o salário do pecado é a morte”. Ou como diz também o dito popular: um dia a conta chega.

Quando uma pessoa escolhe viver no erro, ela só pensa nela mesma, não quer saber a quem vai prejudicar. Mas o pecado um dia vai bater à porta e vai cobrar a fatura. A conta pode ser paga com a vida dela, a não ser que ela se arrependa.

Como um gato que brinca com o novelo, o diabo está brincando com você, jogando-o para lá e para cá: a vida financeira e o casamento estão enrolados; a vida emocional e a psicológica estão confusas. Você está perdido, seus caminhos estão trancados. A razão de estar vivendo nesta situação é o seu pecado. Você está pagando o preço por viver na desobediência e ignorar a Palavra de Deus.

Você, que se diz cristão e é da Igreja, mas vive de aparência e hipocrisia, acha que ninguém vai descobrir seu pecado, mas está escrito em Números 32.23: “…o vosso pecado vos há de achar…”. As suas iniquidades o prenderão. Não esqueça que a Palavra de Deus não mente e o pecado não trabalha de graça.

Mas fica aqui o alerta para você. Desperte e siga três passos. Primeiro, conheça o seu pecado, reconheça seus erros, sem justificativas, sem dar desculpas.

Segundo, se arrependa diante de Deus, peça perdão e faça o mesmo com outros que você tenha ferido ou prejudicado. Você vai sofrer a pena, vai decepcionar alguém, mas esse é o preço. O arrependimento tem um preço, mas a outra alternativa é mais cara: é a morte. Então pague o preço, confesse, peça perdão e enfrente o que você tiver de enfrentar.

Terceiro e último: não erre mais e não insista naquilo que você já viu que não funciona. Não se iluda com o sucesso temporário da vida em pecado, porque depois o pecado vem com tudo para cobrar a conta. Não se esqueça: “O ímpio morrerá, porque desavisadamente andou”. Mas você que está lendo este meu alerta não pode dizer que não foi avisado.

(Você também pode ouvir o áudio acima – 8 mins)


reportar erro