Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de maio de 2019 - 13:10


Você é uma pessoa equilibrada?

Entenda a importância de manter sempre o controle da situação

Em uma recente pesquisa realizada pelo professor da Escola de Pós-Graduação em Negócios da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, Jeffrey Pfeffer, relata que o “trabalho está matando as pessoas e ninguém se importa”.

A argumentação da sua tese está baseada em análises realizadas durante décadas tanto em seu país, Estados Unidos, como em outros lugares do planeta. O pesquisador ainda estima que o estresse e o excesso de trabalho estejam relacionados à morte de milhares de pessoas.

O equilíbrio

Em uma entrevista concedida a BBC News Mundo, o professor Jeffrey disse que é preciso haver um equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional, assim as pessoas poderão viver mais e melhor. Mas, se o trabalho não estiver fazendo bem, é melhor procurar outro.

“Primeiro, os trabalhadores precisam assumir a responsabilidade de cuidar de sua própria saúde. Se você não consegue equilibrar seu trabalho e sua vida pessoal, é melhor sair e procurar outro emprego”, aconselha.

Alcançar o equilíbrio na vida nem sempre é fácil

O Bispo Renato Cardoso afirma em seu blog que manter o equilíbrio não é fácil, mas é preciso fazê-lo em todas as áreas da vida, a fim de alcançar a paz e a vitória.

“Se você não cuidar, dará 80 ou 90 por cento de suas energias para uma só área de sua vida. É o caso das pessoas viciadas no trabalho. Elas não conseguem ficar sem trabalhar. Trabalham mesmo doentes (não cuidam da saúde), ignoram o marido/esposa/filhos, porque ‘têm que trabalhar’ e não têm tempo para ‘essas coisas’. Estão ocupadas demais para tirar um tempo para ir à igreja e até para repensar o próprio trabalho. São pessoas do tipo ‘Marta’, que estava preocupada em dar uma boa impressão a Jesus de quão trabalhadora ela era”, alertou o Bispo Renato.

Manter o equilíbrio exigirá quebra de velhos hábitos e incluirá o desconforto da mudança. “Mas se você não sacrificar para alcançar o equilíbrio agora, as consequências serão muito piores mais tarde”, comentou.

Mantendo a estabilidade

Não seja distraído com os excessos e preocupado demais com as coisas do mundo. Seja vigilante, pois, a qualquer momento, algo muito importante pode acontecer. E o vigilante nunca é pego de surpresa, essa é a vantagem dele. É desse equilíbrio que depende a sua Salvação.

O Bispo Edir Macedo explica que a pessoa equilibrada pensa, analisa e não se deixa levar pelas emoções.

“O equilibrado não é emocionalmente descontrolado. Ele pensa, analisa. Não se deixa levar pelo coração, pelas mágoas, pelas dúvidas, pela raiva, pela fofoca, pelo ciúme. O sóbrio, vigilante e desperto, às vezes, engole sapos para não ser distraído por eles. Escolhe não manchar a consciência e, para isso, muitas vezes, tem de dar a outra face. Perdoa, não porque a outra pessoa mereça, mas para manter-se limpo diante de Deus. Olha com bons olhos, não por ingenuidade, mas para manter seu coração puro diante do seu Senhor”, explica o Bispo Edir Macedo no livro “O Pão Nosso para 365 dias”.

Se você que aprender mais sobre esse e outros temas, participe de uma das nossas reuniões. Procure por uma Universal mais perto de você. (Veja aqui o endereço).


  • Sabrina Marques / Foto: iStock 


reportar erro