Rede aleluia

Notícias | 6 de maio de 2019 - 00:05


Não diga que ninguém avisou

Leia a mensagem de hoje do livro “O Pão Nosso para 365 dias”

“Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra. Assim, os inimigos do homem serão os da sua própria casa.” (Mateus 10.34-36)

O Senhor Jesus veio para mostrar a verdade. Não se espante se as decepções vierem dos mais próximos. Quanto mais próximos, mais emocionalmente ligados. Quanto mais emocionalmente ligados, mais fácil de nos abalar.

Por isso, blinde seu coração. O mal vai sempre tentar atingir usando os mais próximos. Deus também tenta alcançar usando os mais próximos. A divisão visível é reflexo da divisão espiritual. A guerra visível é sombra da guerra invisível; a guerra espiritual. A espada é a Palavra de Deus. Ela faz divisão clara entre o certo e o errado e cria atritos entre a verdade e o que não quer ouvir a verdade.

Os que creem não pertencem mais a este mundo. O mundo vai odiar o que não é do mundo. A paz que nos foi prometida é a paz de espírito. Do lado de fora, nos foi prometida a guerra. Que cada um pegue a espada que lhe foi dada e não fique chateado pelas perseguições e decepções que sofrer.

“Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a Mim não é digno de Mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a Mim não é digno de Mim; e quem não toma a sua cruz e vem após Mim não é digno de Mim.” (Mateus 10.37,38)

Não é deixar de amar os outros ou de se importar com eles, mas estabelecer prioridades. Mais importante do que agradar aos outros é agradar a Deus. Mais importante do que o que os outros pensam, é o que Ele pensa. Tomar a cruz é colocá-Lo em primeiro lugar. Sacrificar os afetos deste mundo pelo amor de Deus. Quem for inteligente, cedo ou tarde, acabará seguindo.

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do Bispo Edir Macedo


  • Redação (*) / Foto: Thinkstock 


reportar erro