Rede aleluia

Notícias | 14 de junho de 2019 - 13:03


Aumenta o número de evangélicos e o Brasil piora. Por quê?

Quantidade não significa qualidade. Entenda

O Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizado em 2010 revelou que o número de evangélicos no país cresceu 61% em 10 anos. Em 2010, 22,2% da população se dizia evangélica.

José Eustaquio Diniz Alves, demógrafo da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE, afirma que essa tendência é mantida. Também é possível que em 10 ou 15 anos o Brasil não tenha mais a maioria da população católica.

As estatísticas mostram que o número de pessoas que buscam a Deus e conhecem a Bíblia aumenta. Pela lógica, era para o Brasil ser um lugar muito melhor, mas não é isso o que vemos. Aumenta também a violência, o desrespeito, o divórcio, o suicídio e outras barbáries.

Fé de mentira

Infelizmente, quantidade não significa qualidade. Ou seja, maior número de evangélicos, não significa o aumento de pessoas nascidas de novo e que obedecem ao Senhor.

“A essência do Evangelho é renunciar a própria vontade para agradar a Deus. É isso o que faz você ser reconhecido por Ele como filho de Abraão. Conhecer a Bíblia não muda sua vida se você não abrir mão do seu eu”, explica o Bispo Adilson Silva.

O Bispo diz que quando alguém conhece a Palavra, mas insiste em fazer suas próprias vontades, anula o poder das Escrituras. “Quando isso acontece, a pessoa que conhece a Bíblia ou frequenta uma igreja, só serve para aumentar o número de evangélicos no Censo do País. Mas as Promessas dEle não saem do papel, o diabo continua pintando e bordando em suas vidas”, afirma.

Unigrejas

Para ajudar a mudar esse quadro no País, foi criada a União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos (Unigrejas). O objetivo do grupo é estabelecer a união entre várias denominações e fazer com que seus oficiais e membros tenham uma fé de qualidade.

O projeto oferece apoio espiritual, jurídico, financeiro, entre outros. Também promove congressos e palestras para ajudar oficiais e ministros de todas as igrejas.

Este ano ela também lançou a revista Renovação, que traz diversos temas, como família, casamento, política, heróis da fé e entrevistas, etc. É, sem dúvida, mais uma ferramenta criada para auxiliar os que propagam o Evangelho.


  • Rafaella Rizzo / Foto: Getty Images 


reportar erro