Rede aleluia
Conselho do céu para os moradores da Terra
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Núbia Siqueira | 16 de Outubro de 2021 - 19:55


Conselho do céu para os moradores da Terra

Leia e medite na mensagem de hoje

Conselho do céu para os moradores da Terra

O “come só o que te basta” deveria se tornar um quadro nas nossas cozinhas e uma sabedoria contínua para dominar a nossa vontade de exagerar nas refeições, não é?

Reparou que sempre há uma boa desculpa para trapacear a dieta e comer aquilo que os nossos médicos nos orientaram a não comer?

Uma mastigadinha aqui, outro beliscãozinho ali, e lá se vão nossas promessas de uma alimentação equilibrada! Junto vão, também, a boa forma e a saúde.

Se bem que tem gente que nasceu premiado viu, porque come “gordices” e prato de pedreiro todo dia e não engorda nem passa mal!

Mas, cuidar da alimentação é um assunto tão sério que a Bíblia trata dele. Comer envolve a fé, pois requer autocontrole e disciplina em todos os momentos. Há quem tenha muitas virtudes, mas não consegue se dominar diante de uma bandejinha de guloseimas, não é?

E dependendo da pessoa, dois caramelos açucarados, já fazem um estrago grande na saúde.

Não é agradável tratar deste assunto, por isso, quase nunca se ouve falar da gula. Porém, este é um pecado que precisa de arrependimento, tanto quanto a mentira, a inveja ou o roubo.

A raiz deste pecado está na insatisfação e na insensibilidade de querer mais quando não há necessidade. Além disso, a fome emocional tem sido a causa de muitos excessos na alimentação. E todo excesso acaba por custar caro no futuro.

Porque a conta dos nossos erros sempre chega, mais cedo ou mais tarde, deparamo-nos com as inevitáveis consequências.

E para finalizar, eu nunca vi ninguém morrer de vontade de comer algo, mas já vi muitos morrerem porque não dominaram a sua vontade de comer tudo que passava à sua frente.

Então, se o mel é a sua comida preferida, coma só o que te basta.


Conselho do céu para os moradores da Terra
  • Núbia Siqueira / Foto: Istock 


reportar erro