eb3c52f78ce3362254213324871c7984 Você está em um “relacionamento morfina”? - Universal.org

Você está em um “relacionamento morfina”?

Por Jeane Vidal / Fotos: istock

Para entender o que é um “relacionamento morfina” é preciso, antes de tudo, saber o que é essa substância e qual a sua finalidade.

A morfina é um poderoso analgésico usado em casos de dor crônica ou aguda muito intensa. O seu uso contínuo, além de provocar muitos efeitos colaterais, ainda pode causar dependência.

De acordo com a neurocientista Silvana Chiavegatto, doutora em Farmacologia, quando a morfina é administrada não só promove o alívio da dor, como também apresenta uma leve sedação, além de outros efeitos no organismo.

No entanto, quando seu uso se torna crônico, a mesma dose não surte mais o mesmo efeito sendo necessário aumentá-la para produzir a mesma analgesia, antes obtida com uma dose menor. Mas, não é só isso: com o aumento da dose, aumenta também os efeitos maléficos no organismo.

Desta forma, fica fácil entender o porquê da comparação entre alguns relacionamentos com essa substância analgésica.

O assunto foi discutido, recentemente, durante o programa “The Love School – A Escola do Amor”, transmitido aos sábados, meio-dia, pela Record TV.

Os apresentadores Renato e Cristiane Cardoso explicaram que esse termo é usado para explicar quando a pessoa recém-saída de uma relação, se envolve em outra como forma de esquecer a dor causada pelo término do relacionamento anterior.

“De um lado, ela acaba tendo um alívio de saber que, embora a outra pessoa tenha a rejeitado, encontrou outra que a quer. Mas, por outro, ela vai ter vários problemas, pois a razão da dor ainda está ali. Ela não foi curada”, observa Renato Cardoso.

O apresentador orienta que não se deve entrar num relacionamento se você, ou a outra pessoa, ainda não está curada do anterior. Do contrário, você acabará se tornando um escape, uma morfina para a outra pessoa ou vice-versa.

Não aceite ser usada ou usado como morfina na vida de ninguém. Se você percebe que está em um relacionamento assim, não há outra alternativa a não ser sair dele. Trata-se de um problema interior que a pessoa precisa resolver. “Não pense que você pode ajudá-la a vencer isso. Você não é o remédio que vai curar o trauma da outra pessoa. Ela precisa se curar e, para isso, não pode estar num relacionamento”, aconselha Renato.

Mas como alcançar essa cura interior e estar pronto para um novo relacionamento?

No livro bíblico Cantares de Salomão, que só fala de amor, está escrito assim:

Se achares o meu amado, lhes digais que estou enferma de amor. Cantares 5.16

Ou seja, a dor do amor causa a enfermidade do coração e essa dor só Deus, que é o Autor do amor, pode curar. “Enquanto você ficar tentando aplicar morfinas, ter relacionamentos paliativos, não conseguirá resolver isso, pelo contrário, essa dor vai crescer e você vai precisar cada vez mais de coisas diferentes para tentar lidar com isso”, alerta o apresentador.

Venha tratar o seu coração na Terapia do Amor. Nessa reunião, você aprenderá não só a superar essa dor como também a se preparar para entrar em um novo relacionamento. A Terapia do Amor acontece todas as quintas-feiras, no Templo de Salomão e em outras localidades. Consulte aqui o endereço mais próximo de sua casa.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaela Dias, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 2392-3372

Endereço: Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000