Rede aleluia
Zona norte de São Paulo tem concurso de artesanato para a terceira idade
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de Julho de 2022 - 18:46


Zona norte de São Paulo tem concurso de artesanato para a terceira idade

Trabalhos manuais ajudam a exercitar o cérebro e preservar a memória, segundo pesquisa

Zona norte de São Paulo tem concurso de artesanato para a terceira idade

Com o objetivo de promover o bem-estar e a qualidade de vida a terceira idade, o Calebe Universal realiza diversas ações sociais em todo Brasil. No último sábado (17), o programa social promoveu em São Paulo a etapa final do “Concurso de Artesanato da Zona Norte”, com a presença de cerca de 150 pessoas no Espaço Moriah Eventos.

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia aponta que as atividades que envolvem o sistema cognitivo – a exemplo de corte e costura, tricô, trabalhos em madeira e colagens – são as mais efetivas quando o assunto é exercitar o cérebro e preservar a memória.

Segundo o responsável pela ação, Marcelo Gonçalves, o evento busca também conscientizar para a importância da sustentabilidade ambiental, já que a maioria das peças são produzidas a partir de materiais recicláveis e reutilizáveis.

Marcelo explica que a prática das atividades traz “benefícios para a saúde física e mental, principalmente, para quem é da terceira idade, pois desenvolve a coordenação motora, a capacidade de memorização, percepção visual e prevenção de doenças degenerativas”.

Disputa do bem

O concurso contou com cerca de 300 participantes de diferentes regiões da zona norte da capital paulista. As peças artesanais foram produzidas em dias alternados nas sedes do programa social, promovendo a interação entre os integrantes que não possuíam tantas  habilidades no trabalho manual e os que já tinham mais experiência.

Foram produzidos itens como jogos americanos, guardanapos, bordados, bolsas, tapetes, toalhas, pinturas em tela e utensílios de decoração.

Uma das participantes foi Dalva Santos de 71 anos. “Quando iniciamos os trabalhos de artesanato, fui pesquisar na internet e com outras amigas como transformar garrafas pet, palitos, panos, potes de plástico e vidro em coisas úteis para casa e para decoração”.

“Fiquei surpresa ao ver a felicidade das demais colegas do grupo Calebe, que colocaram em prática os ensinamentos e fizeram lindas peças, mesmo aquelas que diziam não saber nada sobre artesanato”, finaliza.

Na etapa final da competição, cada uma das 7 participantes apresentou suas peças artesanais em estandes montados no espaço.

Além do voto do público geral, voluntários e profissionais ligados à área da cultura estiveram presentes para julgar os melhores trabalhos manuais, seguindo os critérios: técnicas utilizadas, criatividade, acabamento, apresentação e organização das peças.

A vencedora do concurso ganhou um troféu e um voucher “day spa” para cuidar da beleza.

Costurando para o bem

Além de produzir as peças artesanais que disputaram o primeiro lugar na competição, os participantes também produziram 200 cachecóis, que, no próximo dia 31/7, serão doados para idosos de 19 casas de repouso de São Paulo.

O Calebe Universal realiza visitas em asilos, hospitais e residências. Através de eventos, cursos e interação social ajuda a terceira idade de todo Brasil. No ano passado, 746 mil pessoas foram beneficiadas através das ações do programa social, que é mantido pela Igreja Universal do Reino de Deus.


Zona norte de São Paulo tem concurso de artesanato para a terceira idade
  • UNIcom / Fotos: Cedidas 


reportar erro