Rede aleluia
Voluntários levam palavras de conforto a desconhecidos em velórios e cemitérios
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 30 de Abril de 2021 - 20:00


Voluntários levam palavras de conforto a desconhecidos em velórios e cemitérios

Assistência emocional é oferecida aos sábados em todo o Brasil; protocolos sanitários são obedecidos

Voluntários levam palavras de conforto a desconhecidos em velórios e cemitérios

Como acontece em todos os sábados, neste dia 1º/5 os voluntários do programa social EVG Consolador estarão presentes em cemitérios, velórios e em unidades do Instituto Médico Legal, para oferecer assistência emocional e palavras de acolhimento, superação e conforto a quem perdeu um ente querido.

A expectativa dos organizadores é que os 2 mil voluntários consigam atender cerca de 8,4 mil pessoas ao longo de todo o dia. Apenas no estado de São Paulo, o apoio do EVG Consolador será oferecido em 193 cemitérios municipais, sendo 21 na capital paulista. Em cemitérios privados, o programa social atua somente quando é solicitado.

Leandro Zangarini, responsável pela iniciativa no Brasil, explica que muitos voluntários que fazem parte do grupo já passaram por este momento. “Hoje, levam a mensagem e a ajuda que, um dia, receberam”.

Este é o caso da voluntária Renata Nascimento, assistente financeira de 29 anos. “Um dia perdi minha avó, e foi um momento muito difícil. O EVG Consolador se fez presente dando toda atenção e levando uma mensagem de fé. O mesmo bem que fizeram para minha família, tenho o maior prazer de oferecer para outras”.

“Muitas vezes encontramos pessoas no cemitério em situação difícil. São cenas que apertam o nosso coração, mas percebo que após o apoio dado, ficam mais aliviadas”, avalia.

Os voluntários que participam das ações do EVG Consolador obedecem os protocolos do Ministério da Saúde e demais autoridades locais para evitar o contágio e a propagação do novo coronavírus.

Os registros de óbitos cresceram 40% no 1º trimestre de 2021, em relação a igual período do ano passado, segundo a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). A covid-19 é, hoje, a principal causa de morte no Brasil.

Agenda: EVG Consolador

Data: 1º/5

Local: Cemitério Vila Formosa:  Av. Flor de Vila Formosa, s/n – Vila Formosa, São Paulo (SP)

Outros cemitérios na capital paulista: Araçá,  Campo Grande, Consolação, Dom Bosco, Freguesia do Ó, Itaquera, Lajeado, Lapa, Parelheiros, Penha, Quarta Parada, Santana, Santo Amaro, São Luiz, São Paulo, São Pedro, Saudade, Tremembé, Vila Formosa I, Vila Formosa II, Vila Mariana, V.N. Cachoeirinha e Crematório Vila Alpina


Voluntários levam palavras de conforto a desconhecidos em velórios e cemitérios
  • Unicom / Fotos: Cedidas 


reportar erro