Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de abril de 2020 - 12:27


Voluntários instruem população sobre o coronavírus e realizam doações de alimentos

Em meio à pandemia, pastores e membros se unem para socorrer os mais necessitados

A pandemia do novo coronavírus abalou as estruturas de todos os países, econômica ou socialmente. Neste momento, a solidariedade é essencial para as pessoas passarem por esse período de instabilidade. Na África do Sul, por exemplo, a Universal ajuda a população realizando diversas ações sociais.

O primeiro ato aconteceu no dia 25 de março quando o Bispo Marcelo Pires (responsável pelo trabalho evangelístico no continente africano) e mais 100 voluntários, andaram pelas ruas de Johanesburgo, distribuindo mais de 10 mil panfletos com explicações sobre os riscos e prevenção do COVID-19. Além disso, outras centenas de informativos também foram entregues em outros estados.

Doação de alimentos

O território está em quarentena monitorado por militares desde o dia 27. A previsão é de que o isolamento dure 21 dias. Por isso, muitas pessoas não podem mais trabalhar ou sair para comprar mantimentos. O resultado é a fome.

“Pensando nisso, voluntários da Universal, juntamente com pastores e suas
esposas se mobilizaram para ajudar aos que no momento, não tem nem o que comer, pois estão impossibilitados de trabalhar”, fala o Bispo Marcelo Pires, responsável pelo trabalho da Universal em toda a África.

Até o momento, mais de 10 toneladas de alimentos e produtos de higiene foram arrecados, 613 famílias e mais de 2 mil pessoas já foram beneficiadas por esta ação.

Uma delas foi a vendedora ambulante Joyce Khoza. Impossibilitada de trabalhar, ela e sua família passariam fome se não fossem as doações. “Eu estava tão desesperada, porque na noite passada fizemos a nossa última refeição e não tinhamos mais nada para comer. Estou surpresa com o recebimento desses alimentos e em paz
por saber que agora não irei dormir com fome”, comemorou.

Dificuldades

Apesar dos esforços da Universal e seus voluntários, a arrecadação de alimentos se torna um desafio, por conta das portas dos templos estarem fechadas e as restrições devido a pandemia.

O Bispo Marcelo Pires inclusive fez um apelo nas redes sociais, para que todos que puderem doar alimentos, os tragam nas sedes regionais e estaduais do país. Todas as precauções de higienização serão tomadas para que não haja contaminação.

Também é possível ligar para a central de atendimento da Igreja na África do Sul +27 0861 330 320 e seguir as orientações.

Socorro espiritual

Outra carência suprida pelo trabalho incansável dos pastores é a emocional e espiritual. Não são poucas as pessoas que se desesperam por conta do momento de incertezas. Além de enfrentar depressão e outros problemas pela solidão do isolamento e o medo do futuro.

“A ajuda espiritual é essencial. Durante esta quarentena, mesmo com as portas das igrejas fechadas, as pessoas podem contar com o amparo dos pastores e esposas por meio de telefonemas, mensagens e vídeo chamadas. Além disso, podem participar dos cultos transmitidos diariamente pelo Facebook, YouTube, e às quartas e domingos também pelo Univer vídeo”, completa o Bispo.


  • Rafaella Rizzo / Fotos: Cedidas 


reportar erro