Rede aleluia
Voluntárias da EBI visitam crianças e seus familiares em comunidade de São Borja, no sul do Brasil
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 30 de julho de 2020 - 01:23


Voluntárias da EBI visitam crianças e seus familiares em comunidade de São Borja, no sul do Brasil

Durante as restrições da quarentena, grupo leva suporte material e espiritual para as famílias  

Voluntárias da EBI visitam crianças e seus familiares em comunidade de São Borja, no sul do Brasil

O município de São Borja, no Sul do Brasil, fica localizado na fronteira com a província de Corrientes, na Argentina, a 9 horas de ônibus (cerca de 600 quilômetros) de distância de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Nos subúrbios da cidade fica o assentamento “Conquista das Missões”. Local onde, apenas recentemente, as famílias passaram a ter acesso ao serviço de fornecimento de energia elétrica e às instalações de abastecimento de água.

Diante da pandemia do novo coronavírus e das restrições da quarentena, voluntárias da Escola Bíblica Infantil (EBI), do bloco de Uruguaiana, visitaram crianças e seus familiares que vivem na comunidade. Segundo a responsável pelo grupo na região, Amanda César Cardoso Martins, a quarentena no estado continua com muitas restrições, inclusive escolas fechadas, e é importante que o grupo leve suporte para essas famílias.

Distribuição de kits para as crianças

Durante a visita, as educadoras distribuíram kits contendo as atividades semanais da EBI (com historinha da semana e desenhos), exemplares do jornal Hora da Mudança para os pais, responsáveis e familiares, e informativos sobre o grupo e a Igreja. Além disso, as crianças também receberam kits com salgadinho, pipoca, bolacha e doces variados.

“Esse trabalho é de extrema importância. Pois, as crianças têm sido afetadas nessa quarentena, sem poder ir à escola. Neste bairro em especial, as famílias são carentes e as crianças passam por muitas privações. Por isso, as ações são essenciais. Sabemos que naquele momento estão recebendo não só um alimento físico, mas, também, espiritual”, disse Amanda.

Ação durante a quarentena

Essa foi a primeira visita à comunidade neste período da quarentena. Entretanto, o grupo já realizou o projeto EBI em Ação em visitas anteriores às famílias da região. Durante a pandemia, as educadoras continuam acompanhando o desenvolvimento das atividades e se sentem privilegiadas em poder ajudar as crianças nesse momento.

“Percebemos que muitas crianças têm ficado mais irritadas e sofrendo por não poderem sair de casa, ir à escola. E, é principalmente neste momento, que levamos alegria para elas. Por meio de uma palavra de fé e força e também das atividades. As famílias ficam muito contentes com nossa ação. Presenciamos o sorriso e a alegria no rosto de cada criança. Sinto-me privilegiada em fazer parte desse trabalho”, contou a educadora Irene Paula Ferreira.

Conheça a Escola Bíblica Infantil

Mais de um milhão de crianças entre zero e 10 anos são atendidas por meio do trabalho da Escola Bíblica Infantil. No Brasil, o grupo atua em 26 Estados e no Distrito Federal. A EBI também desenvolve atividades em mais 48 países nos continentes africano, americano, asiático e europeu.

Quer ser uma voluntária e participar das ações da EBI? Entre em contato com a Central EBI Brasil pelo e-mail falecom@ebiuniversal.com.br ou pelo WhatsApp (11) 95056-7723.


Voluntárias da EBI visitam crianças e seus familiares em comunidade de São Borja, no sul do Brasil
  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro