Rede aleluia
Estudo de Gálatas: você tem praticado as obras da carne?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 12 de janeiro de 2021 - 18:22


Estudo de Gálatas: você tem praticado as obras da carne?

Saiba quais são estas práticas e como não se deixar dominar por elas

Estudo de Gálatas: você tem praticado as obras da carne?

A Palavra de Deus é um verdadeiro tesouro que dá aos que meditam nela a direção em todas as circunstâncias da vida. Durante meditação no livro de Gálatas, o Bispo Júlio Freitas realizou uma série de vídeos explicando sobre a importância de andar no Espírito e fugir das vontades da carne.

Ele começou a desbravar a passagem de Gálatas 5:19-26 e explicou o efeito de cada obra da carne.

“As nossas inclinações sempre proporcionam derrotas, acusação, frustração, medo. Andar na carne é estar longe do Altíssimo, do Altar, pois as obras da carne produzem dúvida. Isto é, o fruto do pecado”, fala.

As primeiras obras da carne descritas nestes versículos são o adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria e inimizades.

“O adultério não é só o da pessoa casada que se relaciona com outra, mas também de falsificar o que, na sua essência, é puro, justo, verdadeiro. É ligado ao engano. Já a fornicação é o ato sexual fora do casamento, masturbação, pornografia e coisas semelhantes. A lascívia é a luxúria, sensualidade, promiscuidade na vestimenta ou comportamento”, ensinou.

Vigie suas atitudes

Além disso, estas obras, muitas vezes, são sutis como pensamentos, pequenos desejos ou atitudes, aparentemente, inofensivas.

“A impureza está ligada ao vocabulário sujo, marcas no corpo, alimentação desiquilibrada, pensamentos. A idolatria não é só adorar imagens, mas reverenciar, respeitar ou amar algo ou alguém no lugar de Deus. A feitiçaria, além de ter relação com práticas ocultistas, trabalhos, tem a ver com a rebelião. O ato de rebelar-se a uma autoridade instituída por Deus ou a Sua Palavra. A inimizade acaba sendo uma consequência desta última e traz contendas e divisões”, explicou.

O mais grave é que todas estas práticas colocam a alma da pessoa em risco. Se morrerem sem se corrigir, estarão condenadas ao inferno.

Confira abaixo os vídeos completos desta parte da série:

Fique atento para não perder mais meditações sobre este tema.


Estudo de Gálatas: você tem praticado as obras da carne?
  • Rafaella Rizzo / Foto: Getty Images 


reportar erro