Rede aleluia

Notícias | 7 de agosto de 2019 - 11:13


Você já conhece o Instituto Bem Maior?

O espaço oferece assistência social para toda a comunidade paulistana. Saiba mais

A lousa branca traz o título “Curso de Ajustes e Reparos”, enquanto a sala é tomada pelo som das máquinas de costura em funcionamento. Trata-se de um curso oferecido pelo Instituto Bem Maior, que é uma Organização da Sociedade Civil voltada para a assistência social por meio de atividades profissionalizantes e esportivas.

Enquanto verifica a costura feita por uma das alunas, a instrutora Ionara Aparecida Afonso da Silva (foto à esquerda), de 38 anos, explica o procedimento que deve ser feito. Atualmente, ela é proprietária de um ateliê de costura e conduz cursos na área.

“O meu trabalho não é somente ensinar a profissão, ele oferece uma oportunidade de mudança de vida para as alunas. Essa é a minha missão com elas. Muitas chegam aqui com a esperança de mudar de trabalho ou de se recolocar no mercado de trabalho”, conta Ionara.

Albanita Alves (foto à direita), de 60 anos, é um desses casos. Hoje, ela trabalha como cuidadora de idosos, mas sempre teve interesse por corte e costura.

“Eu pensava: ‘eu vou procurar um lugar para aprender costura’. Mas, com o tempo, deixei para lá. Até que no ano passado, eu passei de ônibus em frente ao prédio e vi uma placa com o anúncio do curso. Eu fiz a inscrição. Em seguida, logo me chamaram. O curso tem uma qualidade excelente. A Ionara, para mim, é uma pessoa extremamente iluminada. Ela nasceu com essa habilidade de ensinar. E eu estou amando o curso”, diz.

Ela também acrescenta que o curso surgiu em uma boa hora: “Eu passei por uma fase depressiva em minha vida. Mas, quando eu entrei no curso, fiquei animada. A gente conversa com as pessoas e faz o que gosta. Sente-se útil”.

Uma oportunidade para mudança de vida

Muitas pessoas chegam à instituição por meio de familiares e amigos, além da própria abordagem do Instituto, que prioriza o atendimento, sobretudo, aos egressos do sistema penitenciário e às pessoas em situação de rua.

“O Instituto Bem Maior é um referencial em termos de assistência social. Cujas ações são continuadas, permanentes e planejadas. E o grande objetivo do Instituto é ressocializar quem cumpre uma condenação e enfrenta o preconceito na sociedade, por conta disso. Aqui, a pessoa tem a oportunidade de fazer não só os cursos, mas também de ter resgatada sua cidadania. Nós também trabalhamos com jovens, que moram em comunidades – muitas vezes envolvidos com o crime. Além de pessoas da terceira idade. Infelizmente, muitas delas deixam de sonhar e já não acreditam mais que possam desfrutar de uma qualidade de vida devido a idade avançada. O trabalho Social oferecido gratuitamente, aqui, prova que tudo isso é possível”, avaliou o novo coordenador do Instituto Bem Maior, Jerônimo Alves.

Diversas atividades

A instituição também oferece cursos na área de estética, por exemplo. A instrutora Ge de Paula (foto à esquerda), de 45 anos, conta que a procura é muito grande.

“Aqui, no Instituto, recebemos pessoas de baixa renda e cheias de sonhos. Por esse curso ser caro, muitas delas não tinham condições de arcar com os custos. Porém, no Instituto, elas recebem isso gratuitamente”, observa.

Foi o caso de Iolanda Cézar Barbosa Dourado, de 30 anos. Atualmente, ela trabalha em um salão de beleza. Mas, anteriormente, Iolanda não teve a chance de se profissionalizar.

“Eu conheci o curso através de uma amiga. Ela me convidou para trabalhar junto. Porém, eu aprendia na prática do trabalho. Então, ela me apresentou o Instituto. Desde o começo eu gostei muito e passei a aplicar o aprendizado no dia a dia. A autoestima da gente muda. Minha vida mudou completamente. Porque, a gente se sente mais viva, tem mais expectativa e começa a pensar grande”, comemora.

Mais informações

O Instituto Bem Maior está localizado na Rua Rio Bonito, nº 616, no bairro do Brás, zona leste de São Paulo, mas está disponível para toda a sociedade paulistana.

Pessoas que desejam auxiliar financeiramente o Instituto, podem entrar em contato pelos telefones (11) 98288-0736 ou (11) 2292-4605.

“A comunidade pode contribuir com esse trabalho por meio de pessoa física ou jurídica. Há instituições como o Sebrae, por exemplo, que apoiam o Instituto”, aponta a consultora da instituição, Ivana Martins.

As novidades também podem ser acompanhadas pela página oficial do Instituto no Facebook ou pelo site oficial.


  • Daniel Cruz / Fotos: Demetrio Koch 



reportar erro