Rede aleluia
Você honra a sua palavra?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de Agosto de 2022 - 00:05


Você honra a sua palavra?

Entenda por que o senso de responsabilidade e autocobrança de um cristão deve ser excelente

Você honra a sua palavra?

Você é conhecido como aquela pessoa pontual, que habitualmente honra seus horários e compromissos, ou está no grupo dos que usualmente se atrasam, faltam e têm sempre uma desculpa para justificar tais deslizes?

Infelizmente, muitos se encaixam no segundo grupo e esses atrasos subsequentes se tornam uma espécie de marca registrada de quem os comete e uma péssima referência! Afinal, a pessoa pontual, ao marcar um compromisso, se planeja, se prepara e chega no horário combinado e, às vezes, até um tempo antes, para não deixar o outro esperando. Quando o encontro é com o Atrasildo, porém, o pontual é quem espera muitos minutos e até horas. Esse desrespeito faz com que a expectativa por aquele compromisso se transforme em decepção. A responsabilidade de quem se atrasa passa a ser questionada e aquela pessoa deixa de ser confiável para estar em eventos ou ocasiões importantes.

A verdade é que quem é pontual não está fazendo um favor, como alguns podem pensar, mas um gesto mínimo de respeito para com o outro e demonstração do cumprimento da sua palavra. Honrar seus compromissos aumenta o valor da sua imagem, enquanto atrasos constantes destroem a reputação. É claro que imprevistos acontecem, mas quem rotineiramente se atrasa sempre tem justificativas que, a bem da verdade, não são imprevistos, como “tive de limpar a casa” ou “o trânsito estava ruim”.

Em seu blog, o Bispo Júlio Freitas orienta o cristão a honrar a palavra que sai de sua boca. De acordo com ele, isso é primordial, independentemente se a palavra foi empenhada a Deus, a um familiar, ao amigo, a uma criança ou a quem quer que seja. O que foi dito deve ser cumprido: “nos tempos bíblicos não existiam contratos de compra e venda, de casamento ou de qualquer outra natureza. A garantia de que um negócio ou compromisso estava firmado era a palavra de um para com o outro. Ela deveria ser cumprida a qualquer preço.

Contudo, atualmente, alguns cristãos têm deixado a desejar no que diz respeito à palavra: não cumprem o que prometem, não executam o trabalho para o qual foram contratados para realizar como combinado, não entregam o trabalho no prazo que estipulam e, inclusive, não são fiéis aos votos feitos no Altar de Deus”.

E mais: geralmente, indisciplinados não gostam de ouvir “puxões de orelha” nem querem falar sobre isso e a falta de pontualidade é apenas um dos exemplos de falta de compromisso, pois outros comportamentos também revelam a falta de caráter, como a mentira.

“Ainda que seja uma ‘mentirinha’, a mentira é gravíssima porque aponta para uma pessoa com falta de respeito próprio e ao próximo e acontece assim também em relação às coisas espirituais de Deus. Há aquelas pessoas que chegam às reuniões atrasadas, mesmo vindo de casa, sem nenhum outro compromisso anterior”. Há até quem falte à reunião e explique: “tive um compromisso”, mas o compromisso original não era ir à Casa de Deus?

Assim como Deus é zeloso com Sua Palavra e não volta atrás, seus servos também devem honrar o que dizem e cumprir o que foi prometido.

Compromisso na prática
O apóstolo Paulo deixou registrada a orientação: “Mas faça-se tudo decentemente e com ordem” (1 Coríntios 14.40). Para cumpri-la, é necessário um grande aliado da disciplina: o planejamento. E, para que a pessoa seja pontual e disciplinada, o Bispo Júlio dá dicas práticas:

• Crie o hábito de ter uma agenda: comece anotando tudo o que você precisa fazer, destaque os horários e siga o planejamento do dia;

• Não subestime o tempo: não fique enrolando para se arrumar para seu compromisso, por exemplo. Não pense: “em 20 minutos consigo chegar lá”, pois, quando você faz isso, deixa de contar com imprevistos;

• Se for preciso, desmarque: se você vir que não vai conseguir honrar seu compromisso, desmarque-o. Mas, atenção: não faça em cima da hora. Faça isso com, no mínimo, 12 horas de antecedência. Não deixe para avisar que não poderá comparecer quando a pessoa já estiver lhe esperando.

Acima de tudo, busque a Presença de Deus, pois quando Ele faz morada em alguém, leva esse alguém a dar o melhor em tudo o que fizer e, consequentemente, a exalar o Bom perfume de Cristo por meio de suas atitudes excelentes. Lembre-se que palavras convencem, mas o exemplo arrebata.


Você honra a sua palavra?
  • Kelly Lopes / Foto: getty images 


reportar erro