Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de fevereiro de 2020 - 09:59


Você acompanha a vida escolar do seu filho?

O envolvimento dos pais pode melhorar o desempenho dos alunos e evitar problemas como o bullying. Saiba como participar mais da educação dos pequenos

Quando se fala em educação dos filhos uma coisa é certa: não basta matricular a criança em uma boa escola. O papel dos pais vai muito além de comprar o material escolar, fazer o café da manhã, levar a criança à escola ou pagar as mensalidades.

Pais mais interessados são fundamentais para um desempenho melhor dos filhos. De acordo com dados divulgados pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), entre os estudantes que afirmaram que os pais se interessam muito pela sua vida escolar, a média do desempenho em Ciências foi cerca de 16% maior do que daqueles cujos pais não demonstram interesse.

Assuma o seu papel

Edineia Dutra, psicóloga e responsável pelo projeto Escola de Mães da Universal, destaca que família e escola possuem papéis diferentes e igualmente importantes no desenvolvimento das crianças. Por isso, cada parte deve assumir sua responsabilidade. “Os pais devem compreender que por mais possibilidades que se apresentem, o trabalho da escola deve ser focado em cumprir a proposta pedagógica apresentada à família para que os alunos desenvolvam seu intelecto, adquiram conhecimentos, aprendam a compreender as diferenças e a conviver em sociedade”, explica. Ou seja, não adianta esperar que a escola se encarregue de transmitir todos os ensinamentos necessários para a vida.

Entretanto Edineia afirma que os pais devem procurar conhecer os valores da escola. “Assim os pais não terão que se embater com a escola todas as vezes que houver uma proposta de evento em determinada data comemorativa”, esclarece.

Para os pais com os filhos em escolas públicas, vale lembrar que a proximidade com a instituição também evita atritos. “Sua participação efetiva e colaborativa dentro da escola junto aos professores e coordenadores fará com que seus valores familiares sejam lembrados e mantidos no tratamento com seu filho”, sugere.

Rotina escolar
As atividades escolares precisam ter um espaço de destaque no dia a dia da família, com tempo definido e ambiente favorável ao aprendizado. “No dia a dia, os pais devem acompanhar essa rotina de tarefa de casa, trabalhos e provas, buscando realmente conhecer o universo do filho e se interessar por ele”, afirma a psicóloga Thalita Martignoni.

A especialista alerta que os pais não devem fazer as tarefas pela criança. “Se houver dificuldades, os pais devem fazer perguntas ou dar apenas dicas para a criança encontrar a solução ou formas de pesquisar para sentir o êxito do aprendizado.”

Mesmo quando o filho cresce e adquire autonomia nos estudos, a participação dos pais é um ótimo estímulo. “Sua supervisão pode se tornar um momento do dia em que ver o produto do trabalho do filho significa uma forma de reconhecer seus esforços e incutir nele o orgulho pelo dever cumprido”, diz Thalita.

Vida social
O acompanhamento dos pais também facilita o desenvolvimento de habilidades sociais fundamentais para a vida adulta. “Estar atento às dificuldades e aos talentos pode tornar o presente e o futuro da criança muito melhores, buscando soluções e estratégias para as dificuldades logo que surgirem e desenvolvendo a inteligência emocional”, argumenta a psicóloga Mallu Navarro.

Thalita Martignoni lembra que o apoio dos pais estimula a resiliência dos filhos. “Para a criança, a escola representa o seu mundo. É ali onde ela tem compromissos, desenvolve seus talentos, tem que alcançar resultados, quer fazer parte dos grupos, encontra seus amigos e quer ser aceita e reconhecida.”

Edineia Dutra acrescenta que a presença ativa dos pais na escola também permite a observação do relacionamento social do filho dentro da instituição de ensino. “Isso pode ajudar a identificar e corrigir problemas de indisciplina, dificuldades de aprendizado e situações perigosas como bullying e uso de drogas”, exemplifica.

Escola de Mães
Pensando nos desafios da educação, a Escola de Mães oferece palestras e outras atividades a pais e responsáveis. “Ao final de cada aula os pais levam para casa uma tarefa relacionada ao tema para praticar com seus filhos para que o assunto abordado não caia no esquecimento.” As atividades do projeto ainda incluem dinâmicas, oficinas de artes, piqueniques e atendimentos individuais aos pais.


  • Rê Campbell / Foto: Getty Images 


reportar erro