Rede aleluia
Vítimas de tufões nas Filipinas recebem auxílio  da Universal
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 6 de dezembro de 2020 - 00:05


Vítimas de tufões nas Filipinas recebem auxílio da Universal

Mais de 700 famílias foram ajudadas nas últimas semanas

Vítimas de tufões nas Filipinas recebem auxílio  da Universal

Cerca de 700 famílias estão recebendo apoio social da Universal nas Filipinas, depois que dois tufões deixaram a região em estado de calamidade. Sendo um arquipélago, grande parte do país ficou completamente inundada com esses desastres.

O primeiro tufão a atingir o país foi o Goni (durante a última semana de outubro), que matou 26 pessoas. Enquanto ainda tentava se recuperar da catástrofe, um tufão ainda mais forte, o Ulysses, o atingiu, demonstrando mais força entre os dias 11 e 12 de novembro.

Foram aos menos 67 pessoas mortas e dezenas de desaparecidos.

Ambos os tufões foram considerados os mais fortes dos últimos anos. Muitas regiões ficaram submersas. Na cidade de Marikina, o rio chegou a 22 metros e o socorro só foi possível por meio de barcos e com a ajuda de helicópteros para resgatar as pessoas presas nos telhados.

No total, mais de 3 milhões de pessoas ficaram sem energia elétrica e outras ficaram sem água potável, sem moradia e sem internet. Por causa da impossibilidade de transitar pelas regiões, até comida falta às vítimas.

Levando a Vida
É nesse momento de fragilidade que o trabalho do Unisocial da Universal se destaca. Na cidade de Marikina, por exemplo, cerca de 200 famílias receberam doações. Já na província de Tuguegarao, uma das mais afetadas, a Universal conseguiu doar alimentos, roupas, água potável, fraldas e produtos de higiene para cerca de 500 famílias.

As educadoras voluntárias prepararam kits infantis para doar às crianças. E, o mais importante, a Palavra de Deus foi levada. “É em períodos difíceis como este que temos que levar a ajuda física e, principalmente, a espiritual. Muitas pessoas perderam tudo: casa, roupas, documentos, etc., mas a Palavra de Deus e o Espírito Santo trazem o consolo nestes momentos difíceis”, relata o Pastor Alexsandro Borges, responsável pela Universal nas Filipinas.

O Pastor destaca a passagem bíblica em Jó 42.10: “Mudou o Senhor a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o Senhor deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra.” E conclui: “É essa mensagem que levamos às famílias, para que se apeguem a Deus, pois Ele vai honrar e dar em dobro tudo que perderam”.


Vítimas de tufões nas Filipinas recebem auxílio  da Universal
  • Andre Batista / Fotos: Cedidas 


reportar erro