Rede aleluia
Vítima de fake news, ela não acreditava na fé
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 25 de setembro de 2020 - 21:14


Vítima de fake news, ela não acreditava na fé

Conheça a história da empresária que, no momento de desespero, buscou ajuda onde pensou que nunca colocaria os pés

Vítima de fake news, ela não acreditava na fé

Fernanda Ribeiro tem 36 anos e é empresária. Hoje, uma mulher feliz e realizada em todos os sentidos da vida. Mas, antes de se entregar a Deus e conhecer o poder da fé, ela passou por momentos difíceis e de dor.

Tudo começou na infância, conforme explica Fernanda. Ela sempre ouvia dos mais velhos que “nunca na vida deveria colocar os pés em um templo da Universal”, pois, ali era um lugar de ladrões. Desde então, a jovem passou a ter maus olhos com a instituição e seus líderes.

Paralelo a isso, Fernanda conta que era uma pessoa vazia, triste e guardava muita mágoa do pai. Quando estava sozinha, chorava muito trancada no quarto. A empresária se casou e achou que o relacionamento a tiraria daquela situação, mas, não foi isso o que aconteceu. Ao contrário, ela passou a ter mais problemas.

As coisas só pioravam para Fernanda, até que ela recebeu um convite para ir justamente na Universal. Inicialmente ela recusou, pois havia aprendido que naquele local jamais deveria colocar os pés. Mas, no momento de desespero, a jovem não viu outra saída, quando, então, resolveu buscar ajuda na Igreja.

Assista ao vídeo abaixo e saiba como ela está hoje:


Vítima de fake news, ela não acreditava na fé
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro