Rede aleluia
Universidade expõe Bíblia rasgada acompanhada de imagem satânica
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de Janeiro de 2020 - 22:39


Universidade expõe Bíblia rasgada acompanhada de imagem satânica

A obra foi criada por um estudante chamado Riley Harris. Entenda

Universidade expõe Bíblia rasgada acompanhada de imagem satânica

A Universidade do Sul do Maine, nos Estados Unidos, foi envolvida em uma polêmica, recentemente, por causa de uma exposição de “arte”.

O espaço estava reservado para um trabalho acadêmico. A proposta era de que os estudantes utilizassem uma publicação já existente para criar algo novo esteticamente.

Então, um aluno chamado Riley Harris, de 20 anos, decidiu rasgar as páginas de uma Bíblia para que a forma das folhas se parecesse com chamas – uma referência ao inferno. Além disso, ele colou o rosto de um demônio chamado Baphomet em uma imagem do corpo de Cristo (foto acima). A “obra” foi nomeada como “Bíblia Profana: Edição Padrão Muito Revisada”.

“Meu trabalho como artista é criar algo que provoque uma reação. Isso provocou uma reação enorme, positiva e negativa, pelo que vi”, disse Harris ao canal televisivo WMTW8.

Cristãos refutam a proposta

Entretanto, uma moça cristã que frequenta o prédio da Universidade contou para o pai, que se chama Charlie Flynn, sobre a exposição.

“Este é o Texto Sagrado de alguém sendo profanado, destruído e exibido em um local público”, disse Flynn ao Central Maine, após levar o caso à mídia.

Ao ser questionado sobre a escolha do tema, Harris disse: “As pessoas questionam diferentes tipos de autoridade, mas, por algum motivo, a autoridade religiosa parece ser tabu demais para se questionar, então pensei em tentar”.

Semelhantemente, a instituição concordou com a ideia: “A universidade apoia os direitos de liberdade de expressão para todos os estudantes”.

Em contrapartida, um comentarista de rádio, chamado Todd Starnes, acrescentou na CBN News que protestar contra a exposição não seria o melhor caminho, mas, sim, conversar com os doadores da universidade e propor que eles interrompam o investimento, caso a fé das pessoas continue sendo atacada.

A importância da Bíblia

O Texto Sagrado é inspirado por Deus e, portanto, uma autoridade na vida cristã. Por isso, é necessário que haja respeito e reverência.

Como o apóstolo Paulo observou, certa vez: “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” 2 Timóteo 3:16-17

Sobre o valor do Texto Sagrado, o Bispo Edir Macedo explica no livro “Estudos Bíblicos”: “A Bíblia como um todo é igualmente inspirada. Todas as pessoas que Deus levantou para escreverem os seus textos foram capacitadas pelo Espírito Santo de maneira direta e contínua”.

Sorrateiramente, os espíritos malignos desejam implantar na sociedade as suas ideias. Portanto, precisamos permanecer alertas. Além disso, nunca podemos tratar a Bíblia como um livro qualquer ou banalizar a fé.


Universidade expõe Bíblia rasgada acompanhada de imagem satânica
  • Daniel Cruz / Foto: Reprodução ABC 


reportar erro