Rede aleluia

Notícias | 14 de agosto de 2019 - 09:54


Universal doa poço para tribo africana que não tinha água para beber

Habitantes de Mosiro, no Quênia, precisavam caminhar 10 km até reservatório mais próximo

A Igreja Universal do Reino de Deus doou um poço para os moradores de Mosiro, na província de Narok, localizada no sudoeste do Quênia. Trata-se de uma das regiões mais secas e pobres do país africano, onde residem 16 mil habitantes, dos quais 13 mil pertencem à tribo Maasai.

Os membros da tribo Maasai vivem em condições precárias. Há escassez de alimentos e, sem água limpa, as doenças proliferam pela dificuldade de se manter a higiene, contaminando as pessoas e os animais.

Além de fornecer, gratuitamente, água fresca e potável para uso e consumo de toda a comunidade, o poço construído pela Universal também está abastecendo um pequeno posto de saúde que cuida dos doentes da tribo.

Antes da abertura da nova fonte, que tem capacidade de produção de 150 mil litros de água por dia, os moradores de Mosiro tinham que caminhar 10 km até o reservatório mais próximo. 

Socorro a 1,2 milhão de africanos

De acordo com a Organização das Nações Unidas, o Quênia está em 142º lugar no ranking de países pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), de 2018. Segundo levantamento do Banco Mundial, 56% dos quenianos vivem na extrema pobreza, com menos de US$ 1,9 por dia, ou cerca de R$ 7.

Os Massai vivem nas planícies da África Oriental. Preservam seus costumes e estão entre os grupos étnicos mais conhecidos do continente, preservando muitas de suas tradições culturais.

Em setembro de 2015, a Universal abriu o primeiro poço artesiano para atender à tribo, com quase 300 m de profundidade.

Apenas em 2018, mais de 1,2 milhão de africanos foram apoiados pelas ações humanitárias que a Universal desenvolve no continente.


  • Unicom / Fotos: Cedidas 


reportar erro