Rede aleluia

Notícias | 26 de outubro de 2018 - 12:49


Universal do Chile é pichada por militantes de esquerda contra Bolsonaro

Vandalismo ocorreu em Santiago, por manifestantes anti-Bolsonaro

Igreja Universal é vandalizada por criminosos novamente. Dessa vez os ataques ocorreram no bairro Recoleta, em Santiago, capital do Chile, país em que a Universal está presente há 27 anos. Os vândalos agiram na madrugada do dia 25 para o dia 26 de outubro, e a polícia investiga o caso para punição dos responsáveis.

Como é possível ver nas imagens, o crime aconteceu por motivações políticas. Frases como “com o seu dízimo financias o diabo”, “ele não” e “Hitler = Bolsonaro” foram pichadas em toda a fachada da igreja.

De acordo com o responsável pela igreja, Pastor Francisco de Menezes, essa é a primeira vez que pessoas picham a igreja por motivações políticas. “Vamos abrir normalmente, isso não nos intimida”, afirmou o Pastor. “Mas acho uma ação de terrorista, de vândalos. Espero que as pessoas pensem mais no próximo, em vez de quererem agir assim”.

Esse é um dos muitos ataques em nome da política, que a Universal e seus membros têm sofrido nessas eleições. No dia 20 de outubro, por exemplo, uma igreja situada na Bela Vista, em São Paulo, também foi vandalizada. Clique aqui e veja como foi o ataque.

Já em Fortaleza (CE), a sede da Universal foi atacada por manifestantes que chegaram a ferir um vigilante do local. O responsável pela Universal no estado na ocasião, Bispo Guaracy Santos, afirmou: “esse atentado mostra o que pretendem os extremistas de esquerda e todo o desprezo e o desrespeito que eles têm aos valores de todas as famílias cristãs, sejam evangélicas ou católicas”.

Apesar de ainda estar surpreso com o ataque ao templo sofrido na madrugada, Pastor Francisco, que é brasileiro, faz questão de ressaltar que, mesmo fora do Brasil, vai exercer seu direito de cidadania no próximo domingo e aconselha que todos façam o mesmo, escolhendo o próximo presidente do Brasil com consciência. “Oro para que as pessoas votem em um candidato que traga ordem ao Brasil e não desordem!”, finalizou.


  • Redação / Imagens: Universal 



reportar erro