Rede aleluia
Unisocial promove doação de sangue em Maputo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 31 de julho de 2020 - 01:59


Unisocial promove doação de sangue em Maputo

As mais de 300 bolsas coletadas irão minimizar o déficit do Banco de Sangue do Hospital Central de Maputo (HCM)

Unisocial promove doação de sangue em Maputo

O programa Unisocial, da Universal em Moçambique, realizou recentemente em parceria com o Força Jovem Universal, uma forte campanha de doação de sangue.

A campanha que teve como objetivo  salvar as vidas que estavam à espera de sangue no Hospital Central de Maputo (HCM), aconteceu no Cenáculo da Universal em Zimpeto, bairro da cidade Maputo, a maior do país.

Vale ressaltar que o local foi preparado e devidamente equipado para realizar a coleta, garantindo a segurança dos doadores, voluntários e profissionais da saúde. Além disso, todos os protocolos de segurança à saúde, desde a lavagem das mãos, distanciamento social e o uso de máscaras de proteção, foram cumpridos.

Demonstração de amor ao próximo

Mais de 600 voluntários compareceram ao Cenáculo do Zimpeto, a fim de fazer suas doações. Sem dúvidas, uma grande demonstração de amor pelo próximo.

De acordo com Marcos Banze, Coordenador da Força Jovem no país, este gesto visa salvar vidas, no sentido físico e espiritual. “Apelo a todo o ser humano que se preocupa com o próximo, a se juntar a movimentos como estes, para que possam doar sangue e salvar vidas, pois quem pensa no próximo, pensa como Deus”, afirmou.

“A questão da doação de sangue é fundamental para apoiar as pessoas que necessitam nas unidades sanitárias, portanto, esta ação da Igreja Universal é nobre, porque mostra o amor pelo próximo”, declarou Rui Matusse, Vereador do Distrito Kamubukwana.

Atitude louvável

Para Pedro Mondlane, diretor de Ação Social do Distrito Kamubukwana, trata-se de um gesto de grande importância, especialmente, porque o país e o mundo vivem uma situação de pandemia e os hospitais encontram-se repletos de pessoas que sofrem com diversas doenças e precisam de sangue.

“É de louvar a atitude da igreja, mesmo num momento em que as pessoas estão confinadas, ela consegue mobilizar os jovens e, estes, desempenham um papel importante de dar a vida pelos outros. Fazemos votos para que a igreja continue a promover ações desta natureza”, ressaltou.

Na oportunidade, o Banco de Sangue do Hospital Central de Maputo (HCM) arrecadou mais de 300 bolsas de sangue que, certamente, irão minimizar o déficit de sangue na unidade, que àquela altura contava com apenas 45 unidades disponíveis.

Parceria fundamental

 Para Celina Manjane, representante do Hospital Central de Maputo (HCM), a Universal tem sido o principal parceiro no que se refere à doação de sangue. Pois, sempre atende, prontamente, ao pedido da instituição.  “Sempre que nos sentimos aflitos recorremos à Igreja Universal e sempre nos respondem positivamente”, diz.

“Portanto, apelamos à sociedade para que possa doar sangue, pois, assim, teremos a possibilidade de salvar, pelo menos, uma vida”.

Jovens dispostos a salvar vidas

Sensibilizado com a causa, o do jornalista Edson Muianga se prontificou também a doar. “Muitas pessoas precisam de ajuda, e vi a necessidade de ajudá-las, visto que a maior unidade sanitária apresenta um déficit e o sangue é indispensável para a vida”, declara.

Para Laus Chembene, Secretário interino do bairro do Zimpeto, a ação da Igreja Universal é nobre, porque doar sangue significa salvar vidas. “Vi aqui muitos jovens para doar sangue. É um sinal de que estão cientes de que há muitas pessoas enfermas e, apesar de estarmos em meio à pandemia, nota-se que há uma disposição deles em salvar outras vidas”, destaca.

Para acompanhar as ações promovidas pelo programa Unisocial no Brasil e no mundo, acesse aqui.


Unisocial promove doação de sangue em Maputo
  • Redação / Fotos: cedidas 

  • Colaborador: 

  • Jeane Vidal / Cedidas


reportar erro