Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de janeiro de 2020 - 10:25


Trump anuncia direito à oração em escolas públicas dos Estados Unidos

Na Casa Branca, autoridade abordou o tema da perseguição religiosa

O presidente Donald Trump sinalizou interesse em reduzir a discriminação religiosa nas escolas públicas dos Estados Unidos.

No Salão Oval, da Casa Branca, o Governo anunciou que atualizará as orientações federais para a realização de orações em instituições de ensino públicas, além de outras iniciativas para proteger a liberdade religiosa dos estudantes.

Direito de orar nas escolas públicas

Rodeado de alunos, Trump afirmou: “Nesta tarde, estamos orgulhosamente anunciando medidas históricas para proteger o direito da Primeira Emenda de orar nas escolas públicas. Então você tem o direito de orar. E esse é um direito muito importante e poderoso. Não há nada mais importante do que isso, eu diria”.

O presidente também estava acompanhado da secretária de educação, Betsy DeVos, e do procurador-geral adjunto, Jeffrey Rosen.

“É por isso que, hoje, meu governo está emitindo novas orientações fortes para proteger a liberdade religiosa em nossas escolas públicas. O direito dos alunos e professores de exercer livremente sua fé sempre será protegido, incluindo o direito de orar”, acrescentou a autoridade.

Dia da Liberdade Religiosa

No dia anterior, o Governo publicou uma proclamação oficial sobre o tema dizendo: “Em suas páginas iniciais, a história da América está enraizada na verdade de que todos os homens e mulheres têm o direito de seguir sua consciência, adorar livremente e viver de acordo com suas convicções. No Dia da Liberdade Religiosa, honramos o elo fundamental entre liberdade e fé em nosso país e reafirmamos nosso compromisso de salvaguardar a liberdade religiosa de todos os americanos”.

Tradicionalmente, Trump tem apoiado a fé cristã e a liberdade religiosa em sua gestão. Por exemplo, as “orientações federais para orações” citadas pelo presidente não são atualizadas desde 2003. E, agora, o Governo retoma o tema.


  • Daniel Cruz / Foto: Reprodução C-Span.org 


reportar erro