Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 14 de dezembro de 2018 - 11:53


Todos os humanos e animais descendem de um único casal

É o que afirma estudo que analisou o DNA de 100 mil espécies

Uma pesquisa afirma que os humanos modernos e animais são descendentes de um único par solitário. De acordo com os cientistas Mark Stoeckle e David Thaler, autores do levantamento, a ideia é de que não apenas pessoas vieram de um único par, mas também 90% das espécies de animais.
Por 10 anos, pesquisadores coletaram aproximadamente cinco milhões de códigos de barras de DNA, de 100 mil espécies de animais. “Essa conclusão é surpreendente e lutei contra ela o máximo que pude”, admitiu Thaler, da Universidade de Basel, na Suíça.
Outra descoberta é de que um evento catastrófico eliminou boa parte da vida na Terra. As descobertas foram publicadas na revista científica Human Evolution.

Não é novidade

Para os que creem na Bíblia essa descoberta não é tão impressionante. Afinal, toda a descrição da criação está no primeiro capítulo de Gênesis (leia aqui). Já a catástrofe que destruiu boa parte da vida na Terra é o dilúvio (descrito também em Gênesis).
“A Palavra diz que Deus criou tudo de acordo com a sua própria espécie e isso a ciência também afirma. Não podemos encontrar fósseis que mostram uma transição de espécie para espécie porque não há nenhum. Existem adaptações dentro das espécies (microevolução), mas não uma evolução de uma espécie para outra (macroevolução)”, argumenta postagem no blog do Bispo Edir Macedo.
Somente agora, milhares de anos depois, a ciência começa a comprovar que a Palavra de Deus é verdadeira.
Gostou da matéria? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais.


  • Rafaella Rizzo / Foto: iStock 


reportar erro