Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de Maio de 2019 - 11:32


Talvez, o seu filho precisa de ajuda e você nem sabe

Acompanhe a reportagem exibida no Jornal da Record sobre transtornos mentais na adolescência

Recentemente, o Jornal da Record exibiu uma reportagem sobre uma questão muito atual e preocupante: a saúde mental dos adolescentes.

As estatísticas apontam números assustadores. De acordo com Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), 10 a 20% dos adolescentes em todo mundo apresentam algum tipo de transtorno mental.

Ansiedade, depressão, déficit de atenção, hiperatividade, transtornos alimentares, bulimia e anorexia são os mais comuns.

Ainda segundo dados da OPAS, o suicídio está entre as principais causas de morte de adolescentes entre 15 e 19 anos.

Acompanhe abaixo o vídeo com a reportagem completa:

Fatores de riscos e sintomas

De acordo com o Manual MSD –  que reúne informações médicas usadas em todo mundo, assim como os adultos, “crianças e adolescentes têm temperamento variável. Alguns são tímidos e reticentes; outros são socialmente exuberantes. Alguns são metódicos e cautelosos; outros são impulsivos e descuidados. Pode-se notar se uma criança tem o comportamento típico de uma criança ou se tem um distúrbio pela presença de debilidades relacionadas com os sintomas. Por exemplo, uma menina de 12 anos pode estar receosa com a expectativa de apresentar um trabalho escolar para sua classe. Esse receio só pode ser visto como um transtorno de ansiedade social se seus medos são graves o bastante para causar aflição e evitação significativas”.

Contudo, existem muitos fatores que podem contribuir para que o adolescente desenvolva algum tipo de transtorno mental.   Ambiente familiar conturbado, pais ausentes, perda de um ente querido, violência doméstica, abuso sexual, bullying, discriminação e excesso de uso de tecnologias –  que causa isolamento e solidão – são alguns deles.

Por isso, é importante saber identificar os sintomas apresentados por um adolescente portador de algum tipo de transtorno mental. Conheça alguns deles:

  • Tristeza frequente
  • Desinteresse pelas atividades cotidianas
  • Fadiga
  • Alteração de sono
  • Irritabilidade
  • Medo irracional
  • Sensação de agitação
  • Pensamentos negativos constantes
  • Isolamento
  • Automutilação

 

A raiz é espiritual

Com efeito, é de extrema importância buscar ajuda profissional. Entretanto, é fundamental buscar ajuda espiritual. Pois, por trás de todo esse sofrimento, existe um mal que precisa ser confrontado por meio da fé.

Foi o que fez a jovem Stéfani Dias da Silva, de 24 anos. Por muitos anos, ela sofreu com a depressão e com a automutilação. Devido ao seu estado depressivo, ela abandou a faculdade, o trabalho e passou a ficar trancada dentro de casa o dia inteiro.

Mas, ao buscar ajuda espiritual na Universal, ela venceu a depressão e automutilação. Hoje, garante, é uma jovem totalmente transformada.

Assim, a Universal, por meio do grupo Força Jovem Universal mantém um projeto exclusivo para auxiliar jovens e adolescentes com pensamentos suicidas.  Com o propósito de ajudá-los, o projeto Help atende, diariamente, milhares de jovens que sofrem com a automutilação e o desejo de suicídio. Para saber mais sobre o grupo clique aqui.

Sessão do Descarrego

Se você sofre com um desses sintomas venha participar da reunião de libertação, que acontece todas às sextas-feiras em todos os templos da Universal (clique aqui e veja o endereço). No Templo de Salomão, você pode participar às 10h, 15h, 20h.  Ao meio-dia, acontece uma reunião,  voltada, especialmente, para quem sofre com depressão.


  • Jeane Vidal / Foto: iStock 


reportar erro