Rede aleluia
Sua forma de olhar pode travar a sua vida
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Dezembro de 2022 - 00:05


Sua forma de olhar pode travar a sua vida

O último encontro do Godllywood Autoajuda deste ano foi marcado pela reflexão sobre a importância de enxergar pessoas e situações com bons olhos

Sua forma de olhar pode travar a sua vida

Não é novidade que as vitrines nos influenciam na hora das compras, que as fotos publicadas em redes sociais sugerem uma vida perfeita inexistente e que algumas notícias manipulam a opinião pública. Tudo que está diante dos olhos do ser humano interfere em suas ações. Em outras palavras, a forma como uma pessoa enxerga e interpreta o que está ao seu redor determina suas atitudes e influencia seu presente e seu futuro.

No último encontro do Godllywood Autoajuda deste ano, realizado no Templo de Salomão, em São Paulo, com transmissão para todo o Brasil, a palestrante Cristiane Cardoso alertou que o modo de olhar as situações e as pessoas pode travar a vida de uma mulher. Ela também ensinou como mudar esse olhar e o rumo de suas histórias.

“Sua vida, provavelmente, é resultado da forma como você enxerga o mundo”, esclareceu. Ela afirmou que o maior problema é que as mulheres são influenciadas por cultura, educação, religião, ideologias, amizades e traumas do passado, o que faz com que muitas enxerguem como se estivessem com óculos escuros e sujos: elas entendem tudo de forma errada e são incapazes de ver a Deus ou algo positivo.

Uma mulher diferenciada
Com cenas da série Reis, da Record TV, Cristiane exemplificou o tema com a história de Abigail, a terceira esposa de Davi. Ela é relatada na Bíblia como uma mulher sábia e bela, casada com Nabal, um homem cruel que instigou a revolta de Davi a tal ponto que Abigail teve de intervir para salvar sua casa e a vida de seus servos.

Mesmo casada com um homem injusto, ela se manteve justa, fiel a seus princípios e temente a Deus. Sem se vitimizar, ela foi capaz de enxergar a situação de destruição iminente com os olhos da fé e esperança, agindo com sabedoria para mudar o rumo da história. “Abigail não salvou somente toda a casa de Nabal, mas também a Davi, porque Nabal ia cometer uma grande injustiça”, contou.

Deus a glorificou e a exaltou por conta dessa atitude, tirando Nabal de sua vida e lhe dando um marido segundo o Seu coração. “Ela era rica e linda, mas seu valor não estava na riqueza e na beleza, mas estava na natureza dela. Se você quer mudar a sua forma de ver o mundo, tem de mudar a sua natureza”, disse.

Tire os óculos escuros
Para enxergar de uma forma que faça sua vida avançar, Cristiane ensinou que há três passos: resistir à forma como olha o mundo e a si mesma, sem se deixar influenciar por sua cor de pele, aparência, idade, status social ou posses; identificar os gatilhos de ideias negativas e selecionar o que assiste, lê e com quem anda; e, principalmente, nascer de Deus para que, mesmo diante de problemas, nada manche seu olhar, pois “aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus” (João 3.3).

Segundo Cristiane, “quem é nascido de Deus vê o mundo como Deus o vê e consegue ver a Deus e ao Seu Reino. Já quem não tem o DNA dEle vai ser facilmente influenciado pelo mundo”. Como Abigail, você, leitora, também pode desenvolver seu olhar espiritual e mudar sua história. Preparada para começar?


Sua forma de olhar pode travar a sua vida
  • Laís Klaiber / Foto: Demetrio Koch 


reportar erro