Rede aleluia
“Saiba Dizer Não ao satanismo”: evento reúne milhares na África do Sul
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 19 de dezembro de 2019 - 09:28


“Saiba Dizer Não ao satanismo”: evento reúne milhares na África do Sul

Jovens foram convidados a fazer uma aliança com Deus e se batizarem nas águas. Veja como foi

“Saiba Dizer Não ao satanismo”: evento reúne milhares na África do Sul

Conscientizar os jovens sobre as armadilhas do satanismo e suas consequências. Esse foi o objetivo do grupo Força Jovem Universal (FJU) da África do Sul, ao realizar o evento “Saiba Dizer Não ao satanismo”.

O movimento reuniu milhares de jovens, recentemente, em Johanesburgo, a maior cidade do país e capital da província de Gauteng. E, também, em outros estados como Durban, Pretória, Port Elizabeth, Bloemfontein, East London, Rustenburg e Pietersburg.

No país, a prática vem aumentando principalmente entre os mais jovens. Eles acreditam ser uma forma de resolver os problemas e torná-los ricos, famosos, poderosos e respeitados. Para isso, aceitam fazer um pacto com o diabo, por meio de sacrifícios e rituais. E, muitos passam a sofrer ainda mais atormentados por espíritos malignos, insônia e pensamentos de suicídio.

Nova aliança com Deus

Durante o evento, os jovens foram motivados a quebrar o pacto que fizeram com o diabo, deixando de ser escravos de todo o mal. Eles aprenderam a dizer “não” com convicção. Assim como aconteceu com o jovem Justin Hendry Chaploog, de 21 anos. Ele falou como conseguiu se libertar.

“Eu admirava o satanismo. Para mim, o diabo era uma inspiração. Isso começou na escola primária, quando fui apresentado por um amigo. Comecei a fazer feitiços invocando demônios, principalmente um que é adorado por várias celebridades. Decidi apenas ouvir e seguir cantores que exibiam fotos desse demônio em seus vídeos. Notei que dentro de mim algo mudou, comecei a me sentir ainda mais triste, irritado e vazio por dentro. Por causa desses sentimentos, decidi fazer um ritual de sacrifício a esses demônios. Cortei a cabeça de um animal, enterrando-o no meu quintal, e também ofereci meu próprio sangue, acreditando que eu teria muita riqueza e fama”, explicou.

Mas, a vida dele só piorava. Usava joias com símbolos satânicos, tinha vontade de morrer, bebia e fumava muito. Chegou a manifestar com entidades na escola, onde acharam que ele estava com um problema mental. Até que Justin teve que tomar uma decisão para transformar de vez a sua vida.

“Tudo mudou quando encontrei o Senhor Jesus. Tomei a decisão de sacrificar minha vida ao Deus Vivo, quebrando meu pacto com o diabo e fazendo uma aliança com Deus. Eu me rendi ao Senhor, me batizei nas águas e fui batizado com o Espírito Santo. Recebi o Verdadeiro Poder que me libertou, curou e me deu uma nova vida, cheia de alegria e paz”, completou.

Começar uma nova vida

Para o Pastor Maicon Teixeira, responsável pelo trabalho da FJU no país, essa ação abriu os olhos de muitos jovens.

“O evento revelou aos jovens, por meio dos testemunhos apresentados, como o diabo trabalha nas escolas, na mídia, na moda, na música e em outros meios. Uma grande conscientização foi feita. A ação levou um entendimento claro para aqueles que estavam sendo enganados. E, para os que estavam diretamente envolvidos com o satanismo ou que cogitavam se envolver. Centenas de jovens foram libertos nesse dia e tiveram a oportunidade de começar uma nova vida, sem enganos”, afirmou.

Mais de 10 mil jovens participaram deste evento em todo o país. E, por sua vez, foram convidados a fazer uma nova aliança com Deus e se batizarem nas águas, assim, transformando suas vidas e se tornando novas criaturas.

“Quando fui convidada a participar do evento, não me interessei, principalmente porque meu interesse maior já era o satanismo. Isso sim, chamava minha atenção. Eu já fazia planos para fazer parte de um grupo satanista. Eu acreditava que eles eram felizes e já que eu sempre me sentia rejeitada e vazia, achava que a solução seria fazer o mesmo. Toda essa concepção que eu tinha mudou, completamente, com o que eu vi e ouvi no evento da Força Jovem Universal. Assim, tomei a decisão de fazer uma aliança com Deus, entregando minha vida a Ele”, afirmou a jovem Lerato Zwide, de 20 anos.

Cerca de 380 jovens em diversas localidades se batizaram nas águas nesse dia. Um deles foi B.S., de 16 anos.

“Cheguei ao evento com a vida destruída. Eu sofria com epilepsia, depressão, ataque bipolar, alucinações e desejos de suicídio. Por causa desses problemas, que me causaram tanta dor, eu me automutilava. Mas, no evento pude ver o Poder de Deus, por meio das orações e fui liberta de todo esse peso que carregava dentro de mim. Me sinto diferente, como se, agora, eu realmente pudesse respirar. E, sinto uma paz imensa. Decidi fazer um pacto com Deus, entreguei minha vida ao Senhor Jesus e me batizei nas águas. Estou muito feliz”, contou.


“Saiba Dizer Não ao satanismo”: evento reúne milhares na África do Sul
  • Redação / Fotos: Cedidas 


reportar erro