Rede aleluia
Reunião dos discípulos: a grande pergunta de Deus
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de Setembro de 2021 - 19:38


Reunião dos discípulos: a grande pergunta de Deus

Bispo Adilson Silva dá continuidade ao estudo do livro “Eis-me aqui, Senhor”, do Bispo Edir Macedo

Reunião dos discípulos: a grande pergunta de Deus

 “A quem enviarei e quem há de ir por nós? ” Isaías 6:8

Na página 18 do livro “Eis-me aqui, Senhor”, o Bispo Edir Macedo explica que o “nós” expresso na pergunta indica a Santíssima Trindade em uma espécie de conselho celestial. Ele destaca também que, embora Deus seja o Todo-Poderoso, Ele não obriga o ser humano a Lhe servir.

Quando, por exemplo, Abraão atendendo ao chamado de Deus, deixou a terra dele e partiu em direção ao desconhecido, ele o fez voluntariamente. Do mesmo modo Moisés quando ouviu a voz de Deus no Sinai, mesmo se sentindo incapaz, ele voltou ao Egito para libertar o povo hebreu, porque entendeu que havia sido escolhido para uma missão privilegiada.

Vemos que respeitar o livre arbítrio do ser humano faz parte do caráter de Deus, destacou o Bispo Adilson Silva, durante a reunião dos discípulos.

Deus não impõe, Ele chama

“Deus trabalha buscando pessoas que têm espírito voluntário, Ele não impõe, Ele chama. Embora não exista nenhuma obra no mundo que seja mais nobre do que essa. Trabalhar para o Deus Altíssimo, Criador dos céus e da Terra é a maior honra que alguém pode ter”, destaca.

No livro, o Bispo Macedo ressalta que Deus procura encontrar servos que atendam os Seus propósitos e anseios de forma prazerosa e voluntária. No entanto, ele diz que achar homens e mulheres que tenham perfil para cumprir tão importante missão é raríssimo. Porque a maioria das pessoas estão preocupadas em curtir a vida e buscar a realização dos próprios sonhos.

“Deus não quer simplesmente números, mas Ele busca qualidade. Ele precisa de pessoas com espírito voluntário e de ânimo resoluto que venham atender as necessidades da Obra. Porque, se por um lado é uma honra fazer a Obra de Deus, por outro, é muito difícil”, destaca o Bispo Adilson.

Guerra espiritual

“Você não vai ganhar almas no grito, é guerra espiritual, tem que pedir auxílio a Deus. Você não pode trabalhar no piloto automático, tem que depender do Espírito Santo. Tem que ter santificação. A pior coisa que pode acontecer com o cristão, principalmente com quem faz a Obra de Deus, é o esfriamento espiritual. Tem gente que esfriou, não ora mais, não lê a Bíblia, não se consagra, aquilo que antes era absurdo começa a ser tolerado, o pecado começa a ter lugar.  Esse é princípio da queda, depois vem a dúvida, e depois a destruição”, alerta.

Para assistir a reunião na íntegra acesse Univer vídeo.


Reunião dos discípulos: a grande pergunta de Deus
  • Jeane Vidal / Foto: Istock 


reportar erro