Rede aleluia
Quarentena agrava casos psiquiátricos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de junho de 2020 - 23:57


Quarentena agrava casos psiquiátricos

Quase 90% dos especialistas afirmam que seus pacientes estão piorando

Quarentena agrava casos psiquiátricos

Em uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria, 89,2% dos psiquiatras revelaram que seus pacientes tiveram os quadros psiquiátricos agravados em decorrência do afastamento social.

A falta de contato frequente com amigos e familiares, o sensacionalismo midiático, o estado de pânico gerado pela pandemia de COVID-19 e as perdas financeiras são alguns dos fatores que fazem as pessoas se sentirem mais ansiosas e menos esperançosas no futuro. Consequentemente, aumentam a depressão e os casos de suicídio.

Um dos casos mais famosos aconteceu no dia 10 de junho último, quando a roteirista americana Jas Waters (39) morreu por enforcamento. O jornal Los Angeles Times afirmou, uma semana depois, que a polícia declarou ter sido suicídio.

Waters atualmente trabalhava na série “This Is Us”. Ela lutava contra a depressão há 20 anos. Durante a quarentena, a doença a venceu.

Multidão de deprimidos

No Brasil, acredita-se que 5,8% da população sofrem com depressão. Esse número é do estudo “Depressão, suicídio e tabu no Brasil: um novo olhar sobre a Saúde Mental”, e equivale a mais de 12 milhões de pessoas.

“Há uma multidão de pessoas deprimidas, solitárias e tristes no interior de suas residências a gritar por socorro. Gente que chora todos os dias, porque já não consegue mais ver saída para a dor que consome sua alma”, afirma o Bispo Edir Macedo. “E, no auge da angústia, vêm as ideias de suicídio. Pensando em pôr um fim na dor da alma, o ser humano ignora que, se cometer tal ato, se colocará para sempre em um sofrimento infinitamente maior: o inferno”.

De acordo com o Bispo, esse inferno é certo, pois Deus é claro ao dizer para o homem não matar:

“Esse Mandamento vale tanto para os homicidas, quanto para aqueles que matam a si mesmos”.

E o que fazer?

Se Deus condena o homicídio, Ele também oferece a Salvação para todos aqueles que O buscam. “Há cura para a dor, seja ela qual for”, afirma o Bispo Macedo. E o Bispo ressalta a passagem bíblica:

 “Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.” (Mc 9.23).

“A palavra ‘TUDO’ inclui a restauração completa da sua alma, do seu corpo e da sua vida em todos os sentidos. Logo, aquele que de fato crê nas promessas de Deus, JAMAIS desistirá de viver”, explica o Bispo. E conclui:

“Então, você que está sendo bombardeado por pensamentos de dar cabo à sua vida, eu sei que, no fundo, você não quer isso! Você quer a solução dos seus problemas e um fim à sua dor, não é mesmo? E a fé pode lhe trazer agora esta solução, basta que você invoque ao SENHOR com todas as suas forças”.

Para isso, visite hoje mesmo a Universal mais próxima de sua casa. Busque a Deus e Ele lhe dará nova vida. Clique aqui e saiba o endereço mais próximo. Às sextas-feiras, acontece uma reunião especial que leva os participantes à libertação de todo o mal. Participe!


Quarentena agrava casos psiquiátricos
  • Andre Batista / Foto: Getty Images 


reportar erro