Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de novembro de 2018 - 00:05


Quando o amor chega um pouco mais tarde

Viver um relacionamento afetivo não é privilégio dos jovens, os mais velhos estão superando os preconceitos e descobrindo que também podem ser felizes e realizados no amor.
Antigamente, tanto homens quanto mulheres, por terem uma idade mais avançada, se sentiam predestinados à solidão, ou pela morte do cônjuge ou pela separação, mas hoje, eles veem a possibilidade de encontrar a felicidade nessa área, independentemente da idade.
Que o diga o casal Paulo Jorge Ferraz, de 52 anos, e Isabel Coutinho dos Santos, de 57. Há um ano e sete meses eles estão casados, vivem em Portugal e, mais recentemente, participaram da 5ª edição da Caminhada do Amor, realizada no dia 13 de outubro último, onde reuniu cerca de 95 mil pessoas em 119 parques de todo o Brasil e em mais 52 países.
Paulo e Isabel já se conheciam havia 10 anos, ambos frequentavam a mesma Universal, mas segundo Paulo, ele não tinha o menor interesse por Isabel, inclusive, até se irritava quando a encontrava na Igreja, mesmo ela não tendo feito nada a ele. “Nunca um havia chamado atenção do outro”, comentou.
Paulo também relata que já teve outros relacionamentos, mas nenhum deu certo. No entanto, quando decidiu entregar sua vida nas mãos de Deus, tudo mudou, até seu modo de enxergar a vida e a própria Isabel.
“Passei a me dedicar 100% na obra de Deus. Foi aí que conheci melhor a Isabel. Então, começamos a conversar, a fazer os propósitos no altar e Deus nos respondeu. Mesmo em meio às lutas, tivemos a certeza da resposta do Altíssimo. Tempos depois tomamos a decisão de nos casar e hoje somos muito felizes”, acrescentou.
Quer saber a história completa do casal? Assista no vídeo abaixo:

Você também deseja ser feliz na vida amorosa? Então, participe das palestras da Terapia do Amor, todas as quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.
Se estiver em São Paulo, vá ao Templo de Salomão, na Avenida Celso Garcia, 605, Brás, zona leste da capital paulista. Os horários são: 10h, 15h e, especialmente, às 20 horas. Participe!


  • Sabrina Marques / Fotos: Cedidas 


reportar erro