Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 28 de março de 2020 - 17:48


Quando a boa mão do Senhor é sobre você

Confira o vídeo da 10ª semana das 52 decisões certas de Neemias

“E disse ao rei: Se é do agrado do rei, e se o teu servo é aceito em tua presença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu a reedifique”. Neemias 2.5

O Bispo Júlio Freitas explica que, nesse versículo, Neemias expressa o respeito às autoridades. Ele tinha consciência de que nenhuma autoridade é constituída sem a permissão de Deus. Mesmo essa autoridade sendo incrédula e injusta.

Não cabe a nós questionar o porquê dEle permitir, pois Deus sabe de todas as coisas e, se preciso for, Ele usa até o incrédulo para fazer valer a Sua vontade. Como usou o rei Artaxerxes.

“Disse mais ao rei: Se ao rei parece bem, deem-se-me cartas para os governadores dalém do rio, para que me permitam passar até que chegue a Judá. Como também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, para que me dê madeira para cobrir as portas do paço da casa, para o muro da cidade e para a casa em que eu houver de entrar. E o rei mas deu, segundo a boa mão de Deus sobre mim. Neemias 2.7,8

Reconheça a mão de Deus em tudo

O Bispo Júlio observa a sabedoria de Neemias ao fazer o pedido ao rei. Neemias sabia dos obstáculos que enfrentaria a curto, médio e longo prazo. Por isso, antes mesmo de ir até o rei, buscou primeiro a direção de Deus.

“Em tudo ele reconheceu que foi Deus Quem tocou no coração do rei. Um homem incrédulo, ímpio, malvado, que, inclusive, havia destruído Jerusalém, matado a sua família e agora mantinha o povo subjugado, oprimido. Mas, quando Deus age, nada pode impedir”, destaca o Bispo. “Não tem coração duro, incredulidade, nada e nem ninguém que pode impedir a ação de Deus”, ressaltou.

É importante destacar, ainda, que tudo isso foi concedido à Neemias, não porque ele era considerado e respeitado pelo rei, mas porque a boa mão de Deus estava sobre ele.

“Quando a mão de Deus está sobre nós, alcançamos nossos objetivos. Não é da noite para o dia, não é com emoção, é com a fé inteligente e em tudo reconhecendo a mão de Deus”, ressalta o Bispo Júlio.

Priorize o Reino de Deus e as demais coisas serão acrescentadas

“Então fui aos governadores dalém do rio, e dei-lhes as cartas do rei; e o rei tinha enviado comigo capitães do exército e cavaleiros”. Neemias 2.9

Neemias recebeu do rei muito mais do havia pedido, porque priorizou a Deus. Quando a pessoa prioriza o Reino de Deus e a sua justiça todas as outras coisas são acrescentadas.

Da mesma forma, Deus quer fazer na sua vida, mas, para isso, você precisa exercitar a sua fé, a exemplo de Neemias. “Mas a boa mão do Senhor só é sobre aquele, cujo coração é verdadeiro diante de Deus, e a sua intenção é de glorificá-lO. Como foi a intenção de Neemias”, destaca.

Acompanhe abaixo o vídeo da 10ª semana:


  • Jeane Vidal - Foto: Getty Images 


reportar erro