Rede aleluia
Projetos Help e Esportes se unem em ação contra a depressão
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de Julho de 2021 - 15:57


Projetos Help e Esportes se unem em ação contra a depressão

"Gol de placa contra a depressão" reuniu 8.500 voluntários e atendeu cerca de 26 mil pessoas em locais ao ar livre por todo o País

Projetos Help e Esportes se unem em ação contra a depressão

Os projetos ‘Help’ e ‘Esportes’ do grupo Força Jovem Universal (FJU), recentemente, se uniram para realizar uma ação em todo o País. O “Gol de placa contra a depressão” aconteceu entre o final de junho e início de julho últimos, com o objetivo de promover a saúde física, emocional e espiritual. Cerca de 26 mil pessoas participaram em locais ao ar livre como praças e parques.

“Sabemos que muitos têm perdido o jogo da vida, por isso, o nome ‘Gol de placa contra a depressão’. O objetivo desta ação foi promover o esporte como aliado contra a depressão, além de disponibilizar voluntários para ouvir quem quisesse desabafar ou pedir ajuda”, explicou o Pastor Jardel Santos, responsável pelo projeto Esportes em todo o Brasil.

A saber, os casos de ansiedade e depressão têm aumentado muito durante a pandemia de Covid-19, especialmente entre as faixas etárias que abrangem crianças e adolescentes.

Frente a essa realidade, os jovens voluntários do grupo FJU puderam conscientizar as pessoas sobre a importância das atividades físicas e do apoio emocional para vencer essa condição.

“Essa ação mostrou a todos o quanto é importante não desistir. O projeto Help, junto com o projeto Esportes, mostrou que, na partida contra a depressão, não podemos abandonar o campo. Nos fez entender que a bola da decisão está em nossos pés e o que fazemos com ela está sob nossa responsabilidade. Também, a importância que a prática do esporte tem para aqueles que, especialmente nesta pandemia, tiveram suas rotinas completamente mudadas, pois, o esporte tem sido um meio para dar saída aos pensamentos e sentimentos ruins”, disse a voluntária do grupo em Rio Grande do Norte, Sanziara Viviany Pinheiro.

“Eu achava que não poderia ser feliz”

Além do atendimento, também houve doações de kits contendo cartas motivacionais, além de outros itens de cuidados pessoais pertinentes ao período de pandemia, como álcool em gel. Um total de 8.500 voluntários participaram desta ação.

Um deles foi o jovem Luã Massayoshi, voluntário do grupo FJU no Paraná. Ele contou como teve a sua vida transformada após conhecer o projeto Esportes e entender que aquilo que ele mais buscava, encontraria em Deus.

“Eu frequentava a igreja desde pequeno, mas nunca levei a sério. Na adolescência, me envolvi com más amizades, bebia muito, tive vários relacionamentos frustrados, medo de morrer e achava que não poderia ser feliz. Por meio de um convite para jogar futebol, decidi vir para a FJU e conheci o projeto Esportes. Entendi de verdade que a felicidade que eu buscava, só iria encontrar em Deus. Então peguei firme. Hoje tenho paz e sou completamente transformado. Fazer parte e poder ajudar é muito gratificante. Pois sei que posso alcançar muitos jovens e mostrar a eles o caminho da verdadeira felicidade, bem como eu conheci”, relatou.

Mais sobre a Força Jovem Universal

O grupo FJU no Brasil conta com milhares de voluntários, a partir de 15 anos, que levam o Evangelho para a vida das pessoas, utilizando uma linguagem compartilhada por todos os jovens.

Quer se tornar um voluntário? Conheça mais sobre o grupo e fique por dentro das novidades por meio das páginas oficiais nas redes sociais como FacebookYoutube e Instagram.


Projetos Help e Esportes se unem em ação contra a depressão
  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro