Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 19 de setembro de 2019 - 12:10


Projeto Calebe de Goiânia oferece aulas de karatê

Veja os benefícios do esporte para a terceira idade

A prática de exercícios físicos é algo necessário e recomendado em todas as faixas etárias. O karatê, por exemplo, movimenta todas as partes do corpo, a mente e sua prática também ajuda a desenvolver a disciplina.

Por isso o Projeto Calebe de Goiânia, capital de Goiás, viu no esporte um aliado para aumentar a expectativa e qualidade de vida dos idosos da região.

“Os benefícios do karatê são muitos, como força, resistência, agilidade, flexibilidade e equilíbrio. Isso traz mais segurança para o idoso, diminuindo a possibilidade de quedas, fraturas, etc”, informa o Pastor Isaías Ribeiro, responsável pelo projeto em todo o Estado.

As aulas acontecem há 6 anos e têm de 30 a 35 alunos.

“Me sinto uma jovem de 20 anos”

Prova de que a prática do esporte só traz benefícios é o depoimento da aposentada Corina Tavares da Silva, de 63 anos. “Me sinto uma jovem de 20 anos, é maravilhoso fazer esses exercícios, desenvolvo minhas habilidades. Quem está de fora tem que vir pra cá”, fala.

Assim também acontece com Expedito Alfredo de Viveros, de 66 anos, que se sente com uma condição física cada vez melhor. “Tem sido maravilhoso, isso me rejuvenesce, quero treinar cada vez mais. Estou na faixa roxa e, até o fim do ano, quero chegar na preta. Por isso treino com toda intensidade”, diz o aposentado.

Além do karatê, o grupo também oferece pilates, ginástica, cursos de informática, artesanato, alfabetização, entre outros.

Para obter mais informações e participar das aulas é só comparecer na Rua 55 Qd.111 Lt. 54 – Setor Central.

Para ver mais atividades do Projeto Calebe em todo o Brasil, curta a página oficial do grupo no Facebook.


  • Rafaella Rizzo / Fotos: Cedidas 


reportar erro