Rede aleluia

Notícias | 15 de agosto de 2018 - 10:17


Programa social ajuda México a avançar na alfabetização

Jovens e adultos conquistam melhores empregos após formação

No México, o programa social Ler e Escrever da Universal, tem ajudado jovens e idosos a se formarem no ensino fundamental e médio. O objetivo é reduzir o analfabetismo e o atraso educacional no país. Dados oficiais apontam que cerca de 5% dos mexicanos adultos não são alfabetizados.
O programa Ler e Escrever e o Instituto Nacional de Educação de Adultos (INEA) trabalham juntos na alfabetização de jovens e adultos a partir dos 15 anos de idade. São indivíduos que não terminaram seus estudos, ou que não tiveram acesso à educação básica com certificação.

O Pastor Sérgio Campos, responsável pelo trabalho social no país, explica que o Instituto INEA sempre expressou seu prazer em colaborar com o projeto Ler e Escrever.
“Os alunos chegam desmotivados por não conseguir, sequer, seu primeiro emprego por falta de alfabetização. É gratificante vê-los conquistando um trabalho melhor, salários mais altos e profissionalizando-se através do fruto do programa social”, relata o Pastor.
Até o momento já foram entregues 390 certificados: 120 de nível primário e 270 no nível secundário.
As aulas acontecem semanalmente nos dias de sábado e domingo, com duração de 2 horas. O programa social conta com 20 professores voluntários e, em média, 70 alunos por aula.
Recentemente, foram incorporadas aulas e consultorias de informática para que jovens e idosos possam entrar no mundo digital.
Os programas sociais da Universal no México
A Igreja Universal se estabeleceu há 26 anos no país. Até o momento, existem 7 programas sociais ativos, atendendo jovens, idosos, encarcerados, moradores de rua. Neste ano já beneficiaram mais de 70 mil mexicanos.


  • Unicom / Fotos: Cedidas 


reportar erro