Rede aleluia

Notícias | 10 de novembro de 2019 - 18:19


Primeira “Caminhada do Amor” na Índia

Casais aprendem a dedicar tempo ao diálogo e conhecer melhor um ao outro

A “Caminhada do Amor” aconteceu no dia 26 de outubro último em mais 140 países. Na Índia, a “The Love Walk” (como é chamado o evento em inglês) aconteceu uma semana depois, 2 de novembro, em um parque de Chennai, capital do estado de Tamil Nadu, ao sul do país.

Essa foi a primeira vez que o evento aconteceu na Índia. Entre casais e solteiros participaram 130 pessoas. Em Mumbai (fotos abaixo), cidade na costa oeste da Índia, 18 pessoas participaram.

“A realização da Caminhada do Amor foi muito importante, uma vez que, aqui na Índia, até os dias atuais, os casamentos ainda são arranjados pelas famílias. Muitos casais se conhecem um mês antes da cerimônia e, por isso, não gostam de falar sobre o amor. Acham que isso não é necessário”, contou o Bispo Alexandre Teixeira, responsável pelo trabalho da Universal no país.

Na Índia as pessoas procuram casamentos pelos jornais. Colocam as informações das noivas e também a religião a qual pertencem.

“Naturalmente, não existe muito diálogo nos casamentos. Quando se casam, as mulheres vão morar com os familiares do marido. Portanto, a caminhada foi o tempo que ambos, marido e esposa, tiveram um para o outro. Nesse sentido, a caminhada foi um sucesso, pois, pela primeira vez, muitos puderam ter um diálogo e saber coisas sobre o outro que não sabiam”, afirmou o Bispo.

Tempo dedicado ao diálogo

O evento foi uma experiência inédita para muitos casais.

O jovem casal de obreiros, Rogers Miller, de 26 anos, e Jennifer Miller, de 24 anos, nunca teve um tempo reservado apenas para conversar um com o outro.

“Nunca tive a oportunidade de falar com minha esposa da maneira que conversamos hoje. Embora estejamos juntos todos os dias em casa, eu sempre tive o costume de ficar pensando em negócios e problemas financeiros. Mas, hoje, vi algo diferente”, disse Rogers. E continuou: “Somos casados há 5 anos, mas somente hoje eu soube o quanto minha esposa me ama”, afirmou.

Por sua vez, Jennifer relatou que descobriu o quanto seu marido se sacrifica em silêncio pelo casamento. “Meu marido sacrificou muitas coisas por mim, mas eu nunca percebi. Hoje, soube o verdadeiro sacrifício que ele tem feito todos esses anos. Eu acredito que é necessário haver um compromisso entre os casais, pois, assim, muitos problemas serão evitados.”

Compartilhar e decidir juntos

O casal de membros do grupo Calebe no país, Santhana Raj, de 63 anos, e Agnes Mary, de 60 anos, está junto há quatro décadas. Mas, eles nunca tiveram a oportunidade de dialogar e compartilhar assim como fizeram durante a Caminhada do Amor.

“ Temos 40 anos de casado. Conversei com minha esposa coisas que nunca havíamos conversado e outras que sempre tive o desejo de compartilhar com ela. Essa conversa me ajudou a entender o que minha esposa espera de mim. Antes, eu costumava fazer o que eu gostava e ela também costumava fazer o que gostava. Mas, agora, decidimos e concordamos que ela faria o que me agradasse e eu faria o que a agradasse. Mas, que, antes de qualquer coisa, sentaremos e discutiremos para fazer tudo para agradar um ao outro Aprendemos e ficamos sabendo muitas coisas sobre nós”, declarou Santhana.

A Universal na Índia

Há 24 anos no país, a Universal hoje conta com 8 Igrejas e cerca de 1400 fiéis.

Quer saber mais sobre o trabalho da Igreja na Índia e outros países onde o cristianismo ainda enfrenta muito preconceito? Então, não deixe de acompanhar diariamente as matérias publicadas no universal.org.


  • Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro