Rede aleluia

Notícias | 28 de outubro de 2018 - 21:29


Presidente eleito: Jair Bolsonaro agradece a Deus pela vitória

Com mais de 57 milhões de voto, a eleição marca o fim do ciclo petista no governo do País

Com mais de 55% dos votos válidos, Jair Messias Bolsonaro (PSL) é eleito presidente do Brasil. A vitória sob o seu opositor Fernando Haddad (PT) foi consolidada neste domingo (28), em segundo turno das eleições presidenciais.
O resultado foi confirmado pouco depois das 19h, após o encerramento das eleições no estado do Acre, no norte do País. Bolsonaro foi eleito com 57.796.972 votos, com campanha feita majoritariamente nas redes sociais, sem tempo de propaganda eleitoral na televisão e fundo partidário. A conquista de Jair representa a ruptura de uma série de vitórias, vindas de 2002, do governo petista no Brasil. Bolsonaro é o primeiro presidente eleito fora da polarização entre PT e PSDB, desde 1994.
Deus acima de todos
Antes de fazer seu pronunciamento oficial à Imprensa, Bolsonaro fez questão de se reunir com seus aliados, sua esposa, Michelle Bolsonaro, e com o senador Magno Malta, para agradecer a Deus em oração transmitida em rede nacional. Ato inédito entre os presidentes eleitos. A oração, para agradecer a vitória, foi feita por Magno. “É um momento festivo, mas um momento de gratidão. Agradecemos ao Senhor pelo que fez por Jair Bolsonaro por duas vezes, porque o Senhor não permitiu que a morte o tragasse no momento de expectativa de sonho do povo brasileiro”, orou Magno, que também rogou a Deus sabedoria para o novo presidente do País. “Agora, dê a ele sabedoria, compreensão a todos nós, para que ele possa ter tempo, Senhor, para reparar e desfazer minas que foram colocadas e devolver dias felizes e de alegria ao povo brasileiro”.
Em seu discurso de vitória, ele reafirmou seu compromisso com os brasileiros, com a verdade e com Deus. “Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa não de um partido, não é a palavra vã de um homem, é um juramento a Deus. A verdade vai libertar esse grande País e a liberdade vai nos transformar em uma grande nação”, pontuou o presidente eleito.
Além disso, ele também reiterou que seu governo garantirá a liberdade em todos os aspectos da sociedade. “Trabalharemos dia e noite para isso. Liberdade é um princípio fundamental. Liberdade de ir e vir, andar nas ruas em todos os lugares desse País. Liberdade de empreender, liberdade política e religiosa. De informar e ter opinião, liberdade de fazer escolhas e ser respeitado por elas. Este é um País de todos nós brasileiros natos ou de coração, um Brasil de diversas opiniões, cores e orientações. Como defensor da liberdade, vou guiar o governo que defenda e proteja os direitos do cidadão que cumpre os seus deveres e respeitam as leis.”
Nascido em Campinas, interior de São Paulo, Jair Bolsonaro é capitão reformado do Exército Brasileiro, foi deputado federal por 27 anos e o deputado mais bem votado do estado do Rio de Janeiro em 2014 com mais de 460 mil votos.
A partir de 1º de janeiro de 2019, Jair Bolsonaro assumirá a cadeira mais importante do País, sucedendo o atual presidente Michel Temer (MDB), que assumiu o comando do País, após o impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Após o pronunciamento oficial, o presidente eleito disse em vídeo transmitido via rede social que recebeu uma ligação do presidente americano Donald Trump, felicitando-o pela vitória nas eleições presidenciais. “Acabei de receber ligação de alguns líderes. Entre eles, o presidente dos Estados Unidos acabou de ligar, nos desejou boa sorte, e obviamente foi um contato bastante amigável”, disse Bolsonaro.
Trump, por sua vez, postou em sua conta pessoal no twitter: “Tive uma conversa com o recém-eleito presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que venceu sua corrida por uma margem substancial. Concordamos que o Brasil e os Estados Unidos trabalharão juntos em comércio, forças armadas e tudo mais! Ligação excelente, desejei-lhe parabéns!”, escreveu.
Já Fernando Haddad (PT), candidato derrotado no segundo turno da eleição presidencial, não telefonou para o candidato vitorioso, Jair Bolsonaro (PSL), como é de praxe. Mas, nesta segunda-feira (29), tuitou em sua conta pessoal: “Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte”.


  • Redação / Foto: reprodução 


reportar erro