Rede aleluia
Precauções de higiene durante os cultos de fim de ano
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de Dezembro de 2020 - 22:11


Precauções de higiene durante os cultos de fim de ano

Muitas cidades regrediram para a fase vermelha e somente serviços essenciais funcionarão. Entenda

Precauções de higiene durante os cultos de fim de ano

O Ministério da Saúde divulgou na última terça-feira (22) o aumento nos casos de COVID-19 em todo o Brasil. O balanço mostra que foram registrados, em 24 horas, mais de 55 mil novos casos da doença.

Desde o início da pandemia, o País reúne mais de 7 milhões de casos. O estado de São Paulo é o que possui o maior número de infectados, com 1.389.757 pessoas contaminadas.

Por isso, algumas cidades voltaram para a fase vermelha com relação às restrições no fim de ano. Nos dias 25 a 27 de dezembro e 1º a 3 de janeiro haverá o funcionamento apenas de comércios essenciais, como farmácias, padarias e mercados.

O espiritual é essencial

Da mesma forma, as igrejas também são consideradas serviços essenciais, como menciona o Decreto nº 10.292/2020, do presidente Jair Bolsonaro, publicado em março, no Diário Oficial da União.

Além disso, os deputados estaduais paulistas também redigiram um Projeto de Lei que reconhece a atividade religiosa como essencial para a população do Estado em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas, epidemias, pandemias ou catástrofes naturais.

De acordo com a justificativa do texto, a atividade religiosa é essencial, pois “a fé exerce papel fundamental como fator de equilíbrio psicoemocional à população”. O texto foi aprovado no último dia 16/12 e apresentado pelo deputado Gil Diniz (sem partido), com coautoria do deputado Gilmaci Santos (Republicanos).

Reuniões no fim de ano

A Igreja Universal já segue os protocolos de higiene e distanciamento social e os reforçará durante os cultos no Natal e na Virada de Ano. Confira abaixo:

– Só será permitida a entrada de pessoas que estejam utilizando máscara;

– Antes de entrar no santuário, as pessoas terão acesso a álcool gel, a fim de higienizar as mãos;

– Os assentos terão sinalização para reforçar o distanciamento social;

– Sobretudo, a igreja recomenda também que pessoas pertencentes ao grupo de risco ou que apresentem tosse persistente, falta de ar, desconforto respiratório e gripe/resfriado, permaneçam em casa.

Vigília da Virada

A reunião acontecerá a partir das 22h, do dia 31 de dezembro, em toda a Universal. Encontre o endereço da igreja mais próxima de sua casa aqui.

No Templo de Salomão, ela se iniciará, também, às 22h, mas durará a noite toda, terminando quando os primeiros raios de sol, do dia 1º de janeiro, surgirem. O encontro contará com a apresentação do Coral do Templo, que se apresentará na esplanada do Templo de Salomão, a partir das 21h.

Confira a chamada no vídeo abaixo:


Precauções de higiene durante os cultos de fim de ano
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Reprodução 


reportar erro