Rede aleluia
Por que muitos ficam para trás na caminhada da fé?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 14 de janeiro de 2020 - 12:09


Por que muitos ficam para trás na caminhada da fé?

Certa vez, o Senhor Jesus alertou sobre “lançar a mão do arado”. Entenda

Por que muitos ficam para trás na caminhada da fé?

Infelizmente, muitas pessoas até começam bem a carreira rumo ao Reino dos Céus, entretanto, depois de algum tempo de caminhada, elas desistem. Você já se perguntou por que isso acontece?

A resposta está em uma orientação deixada pelo Senhor Jesus: “… Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.” Lucas 9.62

Por que uma pessoa olharia para trás, enquanto segura um arado? Na agricultura, o arado é uma ferramenta de trabalho utilizada para cortar a terra e abrir espaço para semear. Contudo, se o agricultor desviar o foco, a linha de arado fica alterada. Sobre o tema, confira no vídeo abaixo a mensagem do Bispo Edir Macedo:

Cuidado com os seus pensamentos

Em outras palavras, uma das principais armas dos espíritos malignos contra os seguidores do Filho de Deus são os maus pensamentos que tiram a nossa atenção da fé.

No livro “Como vencer as suas guerras pela fé”, o Bispo Edir Macedo explica que o maior inimigo de uma pessoa é ela mesma, quando ela se deixa levar pelos maus pensamentos que vem à mente, com o objetivo de a desviar dos ensinamentos de Deus.

“Na guerra pela Salvação da alma, jamais devemos nos esquecer de que os conflitos espirituais mais difíceis serão travados em nosso interior. Desde o primeiro dia em que nos convertemos ao Senhor Jesus até o último segundo da nossa vida neste mundo, teremos de lutar constantemente contra as dúvidas, as incertezas, as preocupações, as lembranças ruins do passado e todo o tipo de situação que vem para roubar a nossa confiança em Deus ou nos fazer pecar”, escreve o Bispo.

O que fazer?

Por isso, todo cuidado é pouco quando alimentamos essas ideias. Apesar de os maus pensamentos virem para todas as pessoas, é nosso papel bloqueá-los rapidamente. Por esse motivo, nós precisamos nos envolver constantemente com conteúdos que venham do Espírito Santo. Tais como: a leitura bíblica, de livros que edificam a fé e o material encontrado no Univer Vídeo, por exemplo.

Portanto, seja uma pessoa vigilante e cuide bem da sua alma. O destino dela (Céu ou inferno) depende da qualidade do seu relacionamento com Deus.


Por que muitos ficam para trás na caminhada da fé?
  • Daniel Cruz / Foto: Getty Images 


reportar erro