Rede aleluia
Por que filmes românticos podem ser um veneno para o seu relacionamento
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de Janeiro de 2019 - 11:35


Por que filmes românticos podem ser um veneno para o seu relacionamento

Renato e Cristiane Cardoso falam sobre o assunto. Leia e entenda

Por que filmes românticos podem ser um veneno para o seu relacionamento

Os filmes românticos, de modo geral, são os preferidos dos apaixonados, especialmente das mulheres. Elas se emocionam e chegam a suspirar ao assistirem as lindas cenas de amor, idealizando um relacionamento de maneira idêntica como retratado no filme.

Inegavelmente, os romances produzidos pela indústria cinematográfica são muito bonitos e comoventes. E não podia ser diferente, já que a função dela é justamente mexer com as emoções das pessoas.

Contudo, o que muitos não se dão conta é que esse romantismo exacerbado despertado pelos filmes e novelas e introduzido no inconsciente das pessoas, se não for bem administrado, acaba criando uma expectativa inatingível em relação à pessoa amada. Como resultado surge frustração amorosa.

Referência errada

Recentemente, durante o programa “Escola do Amor Responde”, os apresentadores Renato e Cristiane Cardoso falaram a respeito desse assunto.

Segundo Renato, muitas pessoas que os procuram reclamam que o parceiro não faz mais o que fazia no início do relacionamento.  Por isso, acreditam que o amor esfriou e chegam até a cogitar o fim do relacionamento. Isso porque estão tomando como referência os casais vistos nos cinemas.

Para o apresentador, os filmes românticos fazem um grande desserviço à vida amorosa das pessoas. Em primeiro lugar porque eles podem se tornar veneno para o relacionamento, uma vez que as pessoas, infelizmente, nem sempre conseguem separar ficção de realidade. Porque, ao contrário do que parece, não é uma tarefa tão fácil.

“A nossa sociedade e a nossa cultura são bombardeadas com a ideia de que se o relacionamento não tem mais aquela paixão do início é porque acabou, e, nesse caso, então é melhor partir para outra. Por isso é muito difícil separar realidade da ficção”, esclarece.

Em segundo lugar porque esses filmes levam as pessoas a terem uma ideia equivocada do amor. Principalmente as mulheres, pois muitas criam uma expectativa surreal de que o relacionamento será um mar de rosas todos os dias. E como isso, obviamente, não acontece, porque a realidade não é assim, elas sofrem.

As diversas fases do relacionamento

Mas é importante entender que o relacionamento é feito de fases e é preciso reconhecê-las e se adaptar a cada uma elas. Isso é amadurecimento.

“Tem a fase inicial da paixão, do primeiro beijo, da primeira noite, a lua de mel e tem a fase de maturidade. E o casal tem de saber lidar com a fase atual. Você tem que sintonizar no agora do seu relacionamento. Se fizer a coisa certa, a tendência é melhorar e não piorar”, afirma o apresentador.

Contudo, Renato deixa claro que isso não significa que é proibido assistir filmes românticos. Mas alerta que é preciso muito cuidado com as mensagens que são transmitidas por meio deles. Pois “são verdadeiros venenos para a sua vida amorosa”, afirma.

“Tenha-os como entretenimento, não como referência”, aconselha Cristiane.

Para aprender sobre o amor inteligente participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras no Templo de Salomão e em outras localidades. Consulte aqui o endereço mais perto da sua casa.


Por que filmes românticos podem ser um veneno para o seu relacionamento
  • Jeane Vidal / Foto: Istock e Reprodução 


reportar erro