Rede aleluia
Política e religião: elas se misturam?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de Setembro de 2021 - 16:28


Política e religião: elas se misturam?

Assunto foi abordado durante o programa Entrelinhas deste domingo último (12). Confira

Política e religião: elas se misturam?

O programa Entrelinhas, que foi ao ar neste domingo último, dia 12 de setembro, abordou sobre um debate sempre tão frequente: política e religião. Na oportunidade, Bispo Adilson Silva, ao lado do Bispo Alessandro Paschoall, fez uma observação importante. “A verdade é que, por mais que uma pessoa diga que não quer se envolver com política, a política se envolve com tudo o que diz respeito à vida dela”, salientou o Bispo Adilson.

Nesse ínterim, Bispo Alessandro disse que muitos criticam os cristãos, falando que as pessoas que são ligados a qualquer igreja não devem se envolver, como se eles não tivessem direito de se pronunciar politicamente. Ademais, os Bispos debateram amplamente o assunto e reforçaram o fato da política definir muitas situações, como por exemplo, o que uma criança irá aprender na escola.

A verdadeira resposta

Ainda durante o programa, a bancária Cassia Paz (foto acima), de 57 anos, contou que tinha depressão desde muito nova e, aos 13 anos, tentou suicídio pela primeira vez. Sua vida era tomar remédios, chegando a trocar de psiquiatra por mais de 10 vezes.

Em um determinado momento, ela conheceu uma pessoa ligada a um partido político e aquilo a encantou. “Eu queria saber o que era a injustiça social que tantas pessoas falavam”, comentou ela.

Cássia achou que aquilo era a resposta de muitas coisas que ela não entendia. De simpatizante, ela virou militante para preencher um vazio que sentia e as coisas foram tomando proporção maiores. Desnorteada, ela buscou ajuda em Deus e, após receber o Espírito Santo, tudo mudou dentro dela. Clique aqui para conhecer a história completa da bancária.

Um direcionamento

Você se considera livre para tomar qualquer decisão na sua vida? Como você pode mudar a situação política do seu país sendo cristão?

Assista aqui ao programa na íntegra, entenda mais sobre o assunto e encontre essas respostas.

 


Política e religião: elas se misturam?
  • Redação / Foto: Reprodução 


reportar erro