Rede aleluia
Pessoas solitárias são mais nostálgicas
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de Janeiro de 2021 - 20:12


Pessoas solitárias são mais nostálgicas

Isso pode atrapalhar na vida amorosa. Você se sente assim?

Pessoas solitárias são mais nostálgicas

Pesquisa publicada na revista científica Nature Communications indica que o cérebro de pessoas solitárias é mais apegado a lembranças do que o cérebro de pessoas que possuem amigos.

Os cientistas estudaram as conexões cerebrais de 40 mil adultos e o comportamento deles. Para isso foram utilizados exames de imagens, dados genéticos e avaliações psicológicas.

Conforme os resultados mostram, a área do cérebro responsável por lembranças e pensamentos sobre outras pessoas possuem ligações mais fortes, o que demonstram que são mais utilizadas pelo órgão.

De acordo com os cientistas, esses dados mostram que pessoas solitárias tendem a se tornar mais nostálgicas, relembrando eventos sociais dos quais participaram e pessoas com quem estiveram. Elas também imaginam mais, sendo quase sempre eventos sociais e atividades com outras pessoas.

O problema é que, vivendo o passado ou a imaginação, as pessoas também tendem a ser menos felizes.

Contradição dos solteiros

O fato de não estarem felizes sozinhas e estarem sempre pensando em companhia faz com que muitas pessoas acreditem que a felicidade poderá ser encontrada em um namoro ou casamento. O que não é verdade. Se a pessoa está infeliz sozinha ela será incapaz de ser feliz em um relacionamento. É o que explica o Bispo Renato Cardoso:

“Ninguém consegue fazer alguém feliz totalmente. A pessoa tem que estar curada das suas infelicidades e buscar a sua felicidade sozinha. Ela tem que estar bem sozinha. Ela e Deus. Porque, se ela condicionar sua felicidade a outra pessoa, ela vai sugar as energias das outras pessoas. Ela vai responsabilizar a outra pessoa pela sua felicidade ou infelicidade. Ou seja: ela vai ser insuportável”.

De acordo com a palestra dada durante a primeira Terapia do Amor de 2021, pessoas gostam de estar com pessoas que já são felizes. A infelicidade afasta qualquer tipo de relacionamento, inclusive amizades.

Aliás, o Bispo ressaltou que, pelo menos, 70% dos casais são apresentados por amigos. Ou seja: quem não investe em amizades está fechando portas para relacionamentos. O ideal é que a pessoa se acerte consigo mesma. Assim, poderá construir as amizades e, consequentemente, um bom casamento.

Como ser feliz sem outras pessoas

Sendo que o primeiro passo é estar feliz consigo mesmo, é necessário aprender a ser feliz independentemente de companhia. E, para alcançar essa verdadeira felicidade, só existe um caminho: o Espírito Santo.

“A única forma de isso acontecer é tendo o Espírito Santo dentro de você”, explicou o Bispo. “O primeiro fruto do Espírito Santo é paz, alegria. O Espírito Santo faz uma pessoa ser alegre interiormente”.

A pessoa que possui em si o Espírito Santo não sofre lembrando o passado ou imaginando como seria sua vida se tivesse alguém para lhe fazer feliz. Ela já é feliz.

“Você tem que fazer do Espírito Santo o foco da sua vida para você se tornar feliz consigo mesmo. Quando você estiver feliz – independentemente do marido, da mulher, independentemente de estar com alguém ou não – você vai ser como aquela flor no jardim que floresceu num dia ensolarado. O sol está brilhando, ela está sorrindo ao sol e a abelha vem até ela”.

Quer se tornar essa pessoa feliz consigo mesma e, a partir daí, construir um relacionamento. Então participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, na Universal. Clique aqui para saber local e horário.


Pessoas solitárias são mais nostálgicas
  • Andre Batista / Foto: Getty Images 


reportar erro