Rede aleluia
Perda no esporte: ex-ginasta Ana Paula Scheffer falece, aos 31 anos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de outubro de 2020 - 14:26


Perda no esporte: ex-ginasta Ana Paula Scheffer falece, aos 31 anos

Saiba o que acontece com a alma do ser humano após a morte

Perda no esporte: ex-ginasta Ana Paula Scheffer falece, aos 31 anos

Nas últimas semanas, a morte da ex-ginasta, Ana Paula Scheffer, de 31 anos, abalou o mundo do esporte. A jovem foi encontrada sem vida pela mãe, com quem morava, na cidade de Toledo, no Paraná.

A perda foi na sexta-feira, dia 16, e a família suspeita de infarto. Entretanto, o primeiro exame realizado pelo Instituto Médico-Legal (IML) foi inconclusivo sobre a causa da morte. O IML aguarda os resultados de novas análises.

A atleta trabalhava como técnica e virou referência internacional na ginástica rítmica, sendo medalhista nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. Além disso, também participou do Campeonato Pan-Americano de 2005; jogos Sul-Americanos de 2006 em Buenos Aires e de 2010 em Medellin. Ela também participou do campeonato mundial de 2009, no Japão.

O que acontece após a morte?

Para os familiares e amigos, a perda pode ser extremamente dolorosa. Mas enquanto o corpo morre, é sepultado e os laços terrenos chegam ao fim, para a alma, é só o começo.

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.

João 11.25:26

“Não viveremos para sempre neste mundo, ao contrário, temos tempo limitado aqui. Contudo, para os que creem no Senhor Jesus, a morte não é o fim, e sim o início de uma vida eterna e abundante no Céu. Aqueles que obedecem à Palavra de Deus possuem o alto privilégio de ser amparados por Ele em todos os momentos da vida, e quando seus dias findarem neste mundo, continuarão eternamente em Sua presença”, explica o Bispo Edir Macedo nas suas anotações de fé.

Por isso, a maior preocupação e investimento do ser humano não deve ser nas coisas materiais. Elas têm a sua importância, mas também têm prazo de validade e não garantem a felicidade no presente ou na eternidade. O verdadeiro Tesouro está na conquista da Salvação e na garantia da eternidade com o Senhor Jesus.

Para receber esta dádiva, participe dos encontros que acontecem todo domingo, às 7h, 9h30 e 18h, em qualquer Universal. Encontre o endereço mais próximo aqui.

Caso esteja em São Paulo, vá ao Templo de Salomão, localizado na Avenida Celso Garcia, 605, Brás, zona leste de São Paulo.


Perda no esporte: ex-ginasta Ana Paula Scheffer falece, aos 31 anos
  • Rafaella Rizzo / Foto: Emanuel Rocha/CBG/Agência Brasil 


reportar erro